Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Comunidades indígenas recebem 270 casas na segunda

10 junho 2005 - 09h21

Os governos federal e de Mato Grosso do Sul, através da Agência de Habitação Popular (Agehab) entregam na próxima segunda-feira, 270 casas populares destinadas às comunidades indígenas em sete municípios do Estado. No total, foram investidos em obras R$ 3.495.845,35 que vão beneficiar 17 aldeias. Os recursos são provenientes do Programa de Subsídio à Habitação (PSH), Fundo de Investimentos Sociais (FIS), e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Para Amarildo Cruz, diretor-presidente da Agehab, os indígenas são muito importantes nos programas sociais do governo. Na habitação não seria diferente. “A meta do projeto Novo Habitar é promover a melhoria da qualidade de vida nas aldeias. O governador Zeca do PT sempre demonstrou preocupação com a questão social indígena. É uma satisfação saber que servimos de exemplo para o restante do país”, concluiu Cruz.Desde 1999, início do governo de Zeca do PT, o Estado vêm inserindo a comunidade indígena em seus projetos sociais e hoje é um dos que mais desenvolvem projetos em parcerias com o governo federal. A entrega acontece na Aldeia Passarinho, localizada no município de Miranda, às 11 horas.Mato Grosso do Sul foi o primeiro Estado a implantar um projeto deste porte. O êxito foi coroado no início do ano com a criação de um projeto habitacional voltado às comunidades indígenas, desenvolvido pelo Ministério das Cidades. Carlos Jacobina, liderança indígena de Miranda, conta que nos 500 anos de Brasil nunca houve nos governos anteriores aos de Zeca do PT programas habitacionais voltados à comunidade indígena. “A partir de 1999 os povos indígenas começaram a ser inseridos nos programas do governo do Estado e, mais recentemente, nos programas do governo federal. Do ponto de vista indígena, morar bem não significa abdicar nossa cultura, como a dança, língua e o artesanato. O direito à moradia é um bem que só vem contribuir para a melhoria da auto-estima dos índios." Os municípios contemplados são Amambaí, Japorã, Paranhos, Porto Murtinho, Anastácio, Aquidauana e Miranda, beneficiando aproximadamente 1,1 mil índios. Além das casas, estão previstas também obras de infra-estrutura básica, com implantação das redes de água, esgoto e energia elétrica. A Funasa forneceu as unidades de módulo sanitário domiciliar (MSD). O MSD possui dois metros quadrados, chuveiro, vaso sanitário, caixa de descarga, pia, tanque, sumidouro e fossa séptica. O espaço tem piso externo em todo seu perímetro. A entrega acontece na Aldeia Passarinho, localizada no município de Miranda, às 11 horas. (Mais informações pelo 318-5511).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Defesa diz que elementos são poucos para manter preso suspeito de participar de assassinato de idoso
DOURADOS
Defesa diz que elementos são poucos para manter preso suspeito de participar de assassinato de idoso
OPORTUNIDADE
Inscrições para estágio na Federal de Dourados podem ser feitas até dia 30
BRASIL
CFM diz no Senado que não aprova tratamento precoce contra covid-19
MS
Homem que cumpria pena em regime aberto é preso por furto
Parlamentares buscam acordos para vetos e mudança no Orçamento
BRASIL
Parlamentares buscam acordos para vetos e mudança no Orçamento
POLÍCIA
Homem que fez ameaças de morte em rede social é preso pela polícia civil
ECONOMIA
Após três quedas, preço médio da gasolina volta a subir em Dourados
POLÍCIA
Casal de namorados é preso por tráfico de drogas em Nova Andradina
BRASIL
General Silva e Luna toma posse como presidente da Petrobras
BRASIL
Anvisa autoriza novo ensaio clínico de vacina contra covid-19

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto