Menu
Busca segunda, 01 de junho de 2020
(67) 99659-5905
Saúde e Bem-estar

Como desenvolver a Resiliência em tempos de crise!

28 abril 2020 - 08h11Por LUCIANE SPERAFICO

Quantos de nós não se deixam abater pelos obstáculos da vida e pelas crises do momento? E quantos de nós temos essa qualidade de não desistir de tentar alcançar nossos objetivos?

A Psicoterapeuta com formação em Psicologia Positiva “Luciane Sperafico” explica que no momento em que estamos vivendo, é natural sentirmos e pensamos sobre tudo que acontece ao nosso redor e podemos nos sentir sensíveis e vulneráveis em grande parte do tempo.

A crise quando se torna profunda em um ambiente social, pode gerar um grande estado de estresse. A convivência com o estresse exige que se desenvolva equilíbrio em diferentes áreas da vida, assim se torna possível ter atitudes que faça diminuir os impactos da crise e traga uma rotina mais saudável e tranquila.

Porém, sabe-se que descrever essa situação é muito fácil. O difícil é colocar o conceito em prática.

“É aí que entra a resiliência”. Essa habilidade pode ser aprendida em qualquer momento da vida, inclusive em meio à crise. A resiliência se desenvolve em um processo de aprendizagem e a sua essência está no autoconhecimento.

Quando passamos a nos conhecer profundamente, conseguimos reconhecer as nossas crenças limitantes e aquelas que nos ajuda a nos torna flexíveis. E em tempos de crise, o que mais precisamos é de crenças flexíveis.

E o que vem a ser Resiliência?

Resiliência é uma definição da física para descrever a capacidade de um corpo voltar ao seu estado original após sofrer um choque ou deformação. Utilizamos esse termo para mostrar a capacidade de alguém em lidar com os obstáculos, adversidades ou resistir à pressão diante das situações problemáticas e conflituosas e rapidamente voltar ao seu estado natural diante dessas condições críticas e fora do comum. É a capacidade de superação.

Algumas pessoas são mais resilientes, outras menos, mas todos podem adquirir ou melhorar essa competência. Para desenvolvê-la é preciso dar o melhor de si, “pensar fora da caixa”, encontrar formas diferenciadas para solução e enfrentamento das adversidades, transformando-as em aprendizado. Conhecer a dimensão do problema, ter informações objetivas e específicas para resolvê-lo são condições necessárias para sermos resilientes.

Essa competência é conquistada também por meio de visão do futuro com foco na positividade, ter um propósito e significado, ter esperança. Pessoas e empresas que trabalham somente no curto prazo, para pagar as contas de hoje, ou no máximo, do próximo mês, não têm perspectivas nem objetivos definidos, não conseguem observar o campo do futuro e ver nele oportunidades reais.

Como escreveu o autor (Carl Jung), podemos superar obstáculos e suportar as mais incríveis provações se estivermos convencidos de que fazem sentido.

O estudo publicado aponta que a construção da resiliência não é algo rápido e banal. Em decorrência, afirma que se uma pessoa colocar foco em ter como bastante saudáveis quatro áreas fundamentais da vida (construir relacionamentos, bem-estar do corpo, pensamento positivo e, ainda, significado ou propósito), isso facilitará na capacidade de suportar e aprender com as futuras experiências difíceis e traumáticas. Além disso, motiva que as pessoas mantenham pronto o espírito de pedir ajuda, quando necessário. Para que esse cenário aconteça, são sugeridas algumas estratégias que valem ser mencionadas (ainda que de forma resumida em relação ao texto). 

Outra estratégia é avançar regularmente, e de maneira realista, para os objetivos pessoais. Em vez de se concentrar em tarefas que parecem inatingíveis, procure identificar o que pode realizar hoje e que o ajudará a seguir na direção que deseja. Procure oportunidades de autoconhecimento e autoestima, seja por aproximar-se de quem viveu ou vive problemas similares, ou como voluntário no apoio a amigos e necessitados (exemplos de creches, desabrigados ou lares de pessoas idosas). A perspectiva otimista de vida permite melhor visualizar o que se deseja, sem se preocupar com o que se teme, buscando reconhecer maneiras sutis que trazem bem-estar, mesmo nas dificuldades.

Você pode não conseguir modificar um evento altamente estressante, mas pode alterar a maneira como interpretará e responderá a ele.

Dica da Psicoterapeuta: “se um problema parece grande demais para ser resolvido, divida-o em pedaços gerenciáveis”.

É importante que criemos caminhos, estratégias frente e essa crise para que possamos nos capacitar, nos fortalecer, e assim adquirir de novas habilidades para nos tornarmos resilientes. Entre muitas áreas fundamentais para desenvolvimento da resiliência, existem três áreas que são indispensáveis para passamos por essas adversidades.

1-Autocontrole – Ou seja, olharmos para o nosso lado emocional, para dentro de nos mesmos.

2-Autonomia – Deter da confiança de que somos protagonistas da nossa própria situação, mesmo diante de uma crise. Aqui é importante desenvolvermos nossa confiança para lidarmos com os problemas externos.

3-Empatia – Entender que passar por uma crise é fundamental estar atento às necessidades do próximo, falar sobre o que sentimos e ouvir atentamente o outro. Entender que juntos podemos enfrentar este momento da melhor forma possível.

Outras sugestões da Psicoterapeuta para por em prática na rotina diária, no trabalho e na vida pessoal:

1. Pratique métodos de relaxamento e meditação (ex: Mindfulness), para aumentar o ânimo e a disposição. Pratique exercícios físicos, pois aumentam o nível de endorfina, hormônios que proporcionam sensação de bem-estar;

2. Aproveite parte do tempo para ampliar os conhecimentos, pois isso aumenta a autoconfiança;

3. Transforme-se em um otimista em potencial;
4. Apure o senso de humor. Desarme o pessimismo vendo o lado positivo das situações;

5. Cerque-se de pessoas resilientes e copie suas atitudes;

6. Seja corajoso e use a criatividade para quebrar a rotina;

7. Aceite que a vida é cheia de altos e baixos e aproveite a jornada mesmo assim;

8. Admita que você não possui todas as respostas e que isso não é um problema.

Como vimos criar resiliência vale para todas as pessoas, tanto mais quando vemos tantos a sofrer com crises de estresse, incertezas, ansiedade, depressão e necessidade de desenvolver autoconfiança, autoestima e uma grande capacidade de reflexão. 

Enfrentar uma crise é passar por tempos de mudanças, de grandes coisas que estão por vir. Ser resiliente significa estarmos flexíveis a estas mudanças, termos a capacidade de nos adaptarmos e superarmos com otimismo, entender que tudo irá passar.

Esperamos que as dicas de hoje possam ajuda-lo a se tornar uma pessoa “resiliente”. 

A terapia também é indicada 

CENTRO DE ATENDIMENTO E INTERVENÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA, PSICODIAGNÓSTICO/ PSICOLOGIA/ NEUROPSICOLOGIA/ COACH VOCACIONAL & CARREIRA.

 Os contatos: 

(67)9.9954-8716 ou (67) 3421-0550

Rua Ciro Melo, 2280 Centro- Dourados/MS

Facebook-Cenaipp

Sobre a Profissional - LUCIANE SPERAFICO”

* Mestre em Psicologia

* Psicanalista

* Psicopedagoga

* Pedagoga e Neuropedagoga

* Especialista Em Neuropsicologia

* Atualização Em Reabilitação Neuropsicológica

* Especialista Em Educação Especial com ênfase em Autismo

* Especialista Em Psicoterapia Cognitivo Comportamental

Screener da Síndrome de Irlen

*Analista Comportamental DISC pela SLAC

* Coach de Carreira &Coach Vocacional

*Facilitadora da metodologia LEGO SERIOUS PLAY e POINTS OF YOU

*Tutora Cogmed- Treinamento de Memória Operacional &Treino Cognitivo (Atenção)

*Formação em Psicologia Positiva e Terapia do Esquema

*Atualização em Mindfulness 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Projeto que cria a Lei das Fake News pode ser votado nesta terça-feira
PONTA PORÃ
Após denúncia, DOF apreende drogas sendo embaladas em residência
PANDEMIA
Taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 no Rio é de 91%
ECONOMIA
Auxílio emergencial começa a ser creditado na conta de beneficiários
CASSILÂNDIA
Homem é autuado em R$ 10 mil por degradação ambiental
MATO GROSSO DO SUL
ALEMS ratifica isenção de ICMS na parcela da subvenção da tarifa de energia elétrica
PANDEMIA
Receita Federal doa mais de 9 mil produtos apreendidos para enfrentamento da Covid-19
TECNOLOGIA
Sul-mato-grossenses podem baixar aplicativo MS Digital para ter acesso a mais de 50 serviços públicos
PANDEMIA
Visitas a presídios federais estão suspensas por mais 30 dias
TECNOLOGIA
Consumo de vídeo e áudio online cresce no Brasil, aponta pesquisa

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos