Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Comissão de mediação se reúne amanhã com fazendeiros

27 janeiro 2004 - 08h19

O Governo de Mato Grosso do Sul, juntamente com o Ministério Público Federal, OAB/MS e Polícia Federal, vão constituir grupo de trabalho que se reúne na amanhã, para a discussão de propostas e sugestões que resultem no fim do conflito indígena no Estado. Segundo o governador em exercício, Egon Krakhecke, o governo entrará em contato com o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para que seja enviado representante do ministério para compor a comissão.“Vamos insistir também com o governo federal para que outro grupo de trabalho multidisciplinar de alto nível seja constituído com representantes dos ministérios para que sejam apresentadas soluções definitivas para a questão indígena”, afirmou Egon. Na opinião do presidente da OAB/MS, Geraldo Escobar, o encontro com o Governo Popular e a decisão da criação do grupo de mediação significam o caminho para o planejamento de ações para a solução definitiva para os conflitos indígenas no Mato Grosso do Sul.Amanhã, a reunião da comissão de mediação ocorre às 8 horas na governadoria com os produtores rurais que tiveram áreas invadidas. Até sexta-feira (30/01), o encontro do grupo de trabalho acontece com lideranças indígenas que ocupam 14 fazendas na região de Iguatemi e Japorã. Devem fazer parte da comissão o secretário de Desenvolvimento Agrário, Valteci Ribeiro de Castro; secretário de Produção e Turismo, José Felício; secretário de Justiça e Segurança Pública, Dagoberto Nogueira, juiz federal, Odilon de Oliveira, superintendente da Polícia Federal, Vantuir Brasil Jacini, presidente da OAB/MS, Geraldo Escobar.Participaram da reunião o governador em exercício, Egon Krakhecke; o secretário de Coordenação Geral do Governo, Paulo Duarte; secretário de Desenvolvimento Agrário, Valteci Ribeiro de Castro; secretário de Produção e Turismo, José Felício, secretário de Justiça e Segurança Pública, Dagoberto Nogueira Filho; juiz federal, Odilon de Oliveira; procurador geral do Estado, José Wanderley; comandante da Policia Militar, coronel José Ivan de Almeida; representantes da Polícia Civil; superintendente da Policia Federal, Vantuir Brasil Jacini; presidente da OAB/MS, Geraldo Escobar; além de representantes da Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul) e do CDDH (Centro de Defesa dos Direitos Humanos). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões amanhã
LOTERIA
Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões amanhã
Tribunal determina perícia para encontrar 61 hectares da Reserva Indígena
DOURADOS
Tribunal determina perícia para encontrar 61 hectares da Reserva Indígena
Diretor da Aced fala do encontro com a prefeitura, entidades e empresários sobre ''acessibilidade''
TV DOURADOS NEWS
Diretor da Aced fala do encontro com a prefeitura, entidades e empresários sobre ''acessibilidade''
MATRÍCULA
UFGD convoca aprovados em 2ª chamada no Vestibular da EAD
Trio é preso com arma, dinheiro e bloqueador de sinal em frente a presídio
PONTA PORÃ
Trio é preso com arma, dinheiro e bloqueador de sinal em frente a presídio
POLÍTICA
Nelsinho Trad destaca que Dourados recebeu R$ 20,8 milhões da União
ECONOMIA
Leilão do Detran com 180 veículos para circulação encerra nesta sexta
NOVA ALVORADA
Jovem é morto com facada durante briga com o namorado da ex
TEMPO
Sexta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
FRONTEIRA
Jovem morre em acidente envolvendo moto e caminhão na MS-164

Mais Lidas

DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
DOURADOS
Jovem confessa 18 tiros, mas diz que idoso morreu antes por enforcamento
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
DOURADOS
Ladrão invade alojamento do Hospital da Vida e leva pertences de enfermeiras