Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Começa hoje a 32ª edição do Festival de Gramado

16 agosto 2004 - 12h20

Em sua 32ª edição, que começa hoje com a exibição "hors concours" do filme "Olga", de Jayme Monjardim, o Festival de Gramado do Cinema Brasileiro e Latino continuará tentando se equilibrar entre dois pólos, o cinema "sério" e o "star system" tupiniquim (leia-se estrelas da Globo).No pólo do prestígio cultural, há uma forte presença da literatura entre os filmes concorrentes. Na competição brasileira, dois dos cinco longas são baseados em obras literárias: "O Quinze", de Jurandir Oliveira, e "Vida de Menina", de Helena Solberg.O primeiro é uma adaptação do romance homônimo de Rachel de Queiroz. Publicado em 1930, esse clássico da literatura regionalista trata da seca que assolou o Ceará em 1915.Pré-adolescênciaO longa de Helena Solberg, por sua vez, baseia-se no livro "Minha Vida de Menina" (1952), em que a escritora mineira Helena Morley reconstitui sua pré-adolescência em Diamantina (MG) nos anos que se seguiram à abolição da escravidão e à Proclamação da República. No filme, a protagonista é interpretada por Ludmila Dayer.Entre os longas estrangeiros --que participam de uma competição separada, embora o júri seja o mesmo--, a literatura também dá as caras no argentino "Vereda Tropical", de Javier Torre, que narra o exílio carioca do escritor Manuel Puig (autor de "O Beijo da Mulher-Aranha").Há outro concorrente da faixa "latina" que tem um pé no Brasil (e na literatura): o português "O Fascínio", de José Fonseca e Costa, cujo roteiro é do escritor gaúcho Tabajara Ruas.Para o diretor do festival, Enoir Zorzanello, não há disputa ou contradição entre o lado sério e o lado mundano do evento.Defendendo-se da acusação de que Gramado está virando cada vez mais um desfile de celebridades televisivas, Zorzanello disse à Folha que a direção do evento "nunca descuidou da parte técnica, que são os bons filmes, os debates, as oficinas, os encontros de profissionais do setor".Segundo ele, os convites a atores que estão em evidência nas telenovelas "são importantes para deixar o público aquecido, e também o patrocinador".Faz sentido. O Festival de Gramado, que neste ano está custando R$ 2,8 milhões (contra os R$ 2,3 milhões da edição passada), é mantido pelo patrocínio de grandes empresas como Petrobras, Eletrobrás, Vivo, Nestlé e RGE, via leis de incentivo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trio que furtava gado e baterias é preso com arma e R$ 21 mil
MC Kevin morre após cair do 11º andar de hotel no Rio de Janeiro
ACIDENTE
MC Kevin morre após cair do 11º andar de hotel no Rio de Janeiro
EMPREGO
Funtrab está com mais de mil vagas disponíveis; 186 em Dourados
Passageira ataca motorista de aplicativo com arma de choque após briga
TEMPO
Segunda-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
OCUPAÇÃO MÁXIMA
Dourados tem 35 pacientes com Covid-19 na espera por vaga pública de UTI
ECONOMIA
Abono salarial do PIS-PASEP de até R$ 1,1 mil tem calendário unificado
EDUCAÇÃO
Projeto 'Astrominas' oferece vagas para meninas adolescentes em atividades online de ciências
EMPREGO
Processo seletivo da Prefeitura de Maracaju terá salários de até R$ 8,5 mil
EDUCAÇÃO
Prazo para pedir isenção de taxa do Enem começa nesta segunda-feira

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS