quinta, 25 de abril de 2024
Dourados
20ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Começa briga por vagas sul-americanas para Copa 2006

06 setembro 2003 - 07h53

As Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2006 começam hoje, com três jogos e mais dois amanhã. São dez seleções brigando por quatro vagas diretas para o Mundial da Alemanha, enquanto um quinto país terá a chance de se classificar na repescagem contra o representante da Oceania.Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Venezuela e Uruguai estão na disputa. O sistema é idêntico ao do torneio seletivo para a Copa de 2002. Todas as seleções se enfrentam em jogos de ida e volta e a classificação é por pontos corridos.Os argentinos estréiam na competição no sábado às 15 horas. O adversário será o Chile no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, com arbitragem do paraguaio Jose Ubaldo Aquino. A seleção portenha espera superar o trauma da Copa passada, quando terminou as Eliminatórias em primeiro lugar e foi eliminado do Mundial do Japão e da Coréia do Sul na primeira rodada. Marcelo Bielsa, que permaneceu no comando da seleção argentina apesar do fracasso, tem apenas uma dúvida. Ele ainda não decidiu se escala o apoiador Verón, do Chelsea, ou se começa com Matias Almeyda, do Inter de Milão, que parece contar com sua preferência.O CHile espera se recuperar do vexame nas últimas Eliminatórias, quando acabou na lanterna. No entanto, o jovem treinador Juvenal Olmos, de 40 anos, sabe que a caminhada não será nada fácil. Para esse primeiro jogo ele não contará com três importantes jogadores, todos machucados: o atacante Marcelo Sallas, do River Plate, o meia David Pizarro, do Udinese, e o apoiador Galdames, do Racing.Segundo colocado nas últimas Eliminatórias, o Equador também estréia no sábado. A seleção enfrenta a Venezuela às 17 horas no estádio Atahualpa, em Quito, a 2.800m acima do nível do mar. Mais uma vez os equatorianos terão a altitude como principal aliado na caminhada rumo ao seu segundo Mundial - a Copa do Japão e Coréia do Sul foi a primeira do país. Retrospecto melhor do que o da Venezuela, que terminou em nono nas últimas Eliminatórias e jamais participou da competição de futebol mais importante do mundo.O último jogo do sábado é entre Peru e Paraguai, às 21h20, no estádio Nacional, em Lima. Sob o comando do brasileiro Paulo Autuori (campeão brasileiro pelo Botafogo em 1995 e campeão da Libertadores pelo Cruzeiro em 1997), os peruanos vão tentar chegar ao Mundial pela quinta vez, coisa que não conseguem desde a Copa de 1982 - ficaram em oitavo lugar nas Eliminatórias passadas. O maior destaque da equipe dirigida por Autuori é Pizarro. Nos pés do centroavante do Bayern de Munique, da Alemanha, estão depositadas as principais esperanças de gol.O Paraguai busca sua terceira classificação consecutiva e a sétima no geral. Coincidentemente, o destaque no time paraguaio também joga no ataque do Bayern de Munique: Roque Santa Cruz. A equipe ficou em quarto lugar no último torneio classificatório para a Copa. No gol, Tavarelli substitui Chilavert, titular nos dois últimos Mundiais. O veterano goleiro está brigado com a Federação Paraguai de Futebol. Outro destaque do time é o zagueiro Gamarra, que fez sucesso no Brasil jogando pelo Inter, Corinthians e Flamengo, e agora atua no Inter de Milão.Amanhã, o Uruguai recebe a Bolívia às 15 horas no estádio Nacional, em Montevidéu. Bicampeã mundial em 1930 e 1950, a seleção celeste se classificou para a última Copa na repescagem, passando pela Austrália. Antes, amargou a ausência nas copas de 1994 e 1998. Os bolivianos tentam disputar sua terceira Copa - estiveram como convidados na primeira, em 1930, no Uruguai, e se classificaram para a de 1994, nos EUA.Apesar de ser o atual campeão mundial, o Brasil disputará a competição. Pela primeira vez o detentor do título não se classifica automaticamente para o Mundial Dirigida por Carlos Alberto Parreira, a seleção estréia contra a Colômbia em Barranquilla às 17 horas de amanhã. Fora da última Copa por ter ficado em sexto nas Eliminatórias, os colombianos apostam na dupla de ataque formada por Aristizábal e Juan Pablo Angel para chegar ao quinto Mundial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA

Vacina tetravalente contra a gripe do Butantan terá verbas do BNDES

SAÚDE

Unidade Móvel do Hospital de Amor está em Coronel Sapucaia nesta semana

PESQUISA

A cada 8 minutos, uma mulher é vítima de estupro no país

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos
CÂMARA DE DOURADOS

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos

COMUNICAÇÃO

EBC passará a ter Comitê Editorial e de Programação

UEMS

Reclassificados em seleção por histórico escolar são convocados para matrícula

LEVANTAMENTO

Brasil registra déficit habitacional de 6 milhões de domicílios

UNIVERSIDADE

Sustentabilidade é foco da 15ª Jornada Acadêmica de Arquitetura e Urbanismo

REPRESENTATIVIDADE

Cresce número de pré-candidatos LGBTI+ nas eleições municipais

LEGISLATIVO

Abril Verde: Câmara promove palestra sobre assédio moral e sexual no trabalho

Mais Lidas

COLISÃO

Mãe e criança morrem após colisão de caminhonete e carro na BR-163

SENAR

Do Japão para Mato Grosso do Sul: filha assume legado do pai e se tornou pecuarista

DOURADOS 

Jovem é encontrado morto no Parque Antenor Martins

DOURADOS

Concurso "Miss e Mister Indígena" acontece no próximo sábado na Jaguapiru