Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Colisão entre carro e carreta mata duas pessoas na BR 163

22 dezembro 2009 - 07h55

Duas pessoas morreram na tarde de ontem em um acidente ocorrido na BR-163, próximo à cidade de  Mundo Novo, na região Sul do estado. Entre as vitimas fatais está uma menina de apenas 10 anos.

Nicolly Milena Shnorr Valaites, de 10 anos, viajava em um veículo Fiat/Uno, com placas do Paraguai que colidiu contra uma carreta Scania, com placas do Paraná. O motorista do veículo, Idelso Rovani, de 58 anos, também morreu no acidente.

Outras duas ocupantes do Fiat, Matilde Maia de Souza, de 53 anos, e Silvana Valaides, de 33 anos, tiveram ferimentos graves e foram socorridas no hospital de Mundo Novo.

O motorista da Scania Marcelo Brommochienkis, de 41 anos, não sofreu ferimentos. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a causa provável do acidente foi a falta de atenção do condutor do Uno.


Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Abordado em carro com placas da capital, viciado entrega traficante
CAPITAL
Primo desaparecido pode ser oitava vítima do "pedreiro assassino"
DATAFOLHA
Pesquisa aponta que 67% reprovam aproximação de Bolsonaro com 'Centrão'
TERÇA-FEIRA
Rua Júlio Marques de Almeida no Parque Alvorada será preferencial
AUTORIZAÇÃO
PF diz ao Supremo para ouvir Bolsonaro em inquérito sobre interferência
ECONOMIA
Quarto sorteio do Nota MS Premiada será realizado neste sábado
DOURADOS
Jovem morre no Hospital da Vida 19 dias após acidente de moto
DOURADOS
Motorista fica ferido após colisão entre carros na Oliveira Marques
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 38 milhões neste sábado
FRIO
Dourados tem 11º dia com temperatura abaixo de 10 graus em maio

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown