Menu
Busca quinta, 05 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

COB premia ginástica e deixa tênis sem verbas da Lei Piva

15 outubro 2004 - 18h32

O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) apresentou hoje às confederações brasileiras de esportes olímpicos o planejamento de distribuição para cada entidade dos recursos da Lei Agnelo/Piva em 2005. Com os novos percentuais, foram premiadas as confederações de ginástica, hipismo e taekwondo pelo bom resultado nas Olimpíadas de 2004, enquanto a CBT (Confederação Brasileira de Tênis), cujas contas não foram aprovadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União), acabou ficando sem parcela no repasse. Presidida por Nelson Nastás, a entidade que regula o tênis brasileiro perdeu os 2% a que teve direito em 2004 e não receberá mais recursos do COB enquanto a suspensão imposta pelo TCU estiver em vigor. O tribunal acusa Nastás e o superintendente técnico da CBT, Carlos Alberto Martelotte, de terem utilizado cerca de R$ 150 mil em verbas públicas para pagarem gastos pessoais. Com o boicote à CBT, outras entidades acabaram "engordando" o cofre. Graças à classificação da equipe para a final e da quinta colocação de Daiane dos Santos no solo, a ginástica teve seu status igualado ao dos principais esportes e agora receberá 4% da verba gerada pelas loterias, ou R$ 1,8 milhão, de acordo com a previsão do COB. O valor é o mesmo destinado às entidades que comandam o basquete, o basquete, o vôlei, a vela e a natação. Em 2004, a CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) recebeu 3,5% da verba da Lei Agnelo/Piva. O hipismo também vai ganhar mais verbas, passando de 2,5 para 3% do "bolo". O esporte não conseguiu repetir a medalha de bronze por equipes conquistada nos Jogos de Atlanta-1996 e Sydney-2000, mas conseguiu com Rodrigo Pessoa o primeiro pódio individual do país na história. Já o taekwondo, embora permaneça entre os esportes com repasse pequeno, passou a ter direito a 1% do total da verba, contra 0,75% em 2004. O aumento reflete o bom desempenho em Atenas, quando Natália Falavigna e Diogo Silva ficaram a uma vitória da medalha. Das 28 confederações, 19 tiveram mantidos os percentuais recebidos a partir de outubro de 2003, quando o COB definiu a partilha para 2004. Além de ginástica, hipismo e taekwondo, ganharão mais recursos em 2005 as confederações de beisebol e softbol, desportos na neve, desportos no gelo, levantamento de peso e tiro com arco. O COB aumentou o total das porcentagens destinadas para estas confederações, passando de 60 para 61,5% das verbas oriundas da Lei Agnelo/Piva. A verba sai do fundo de reserva, que cai de 10% para 2,5%: os 7,5% restantes vão para as confederações (1,5%), para o Pan-Americano 2007 (5%) e para o novo projeto financeiro e administrativo de auxílio às confederações. Com este último recurso, o COB pretende contratar auditorias para auxiliar as confederações na documentação de recursos e despesas, além da prestação de contas. De acordo com o presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman, trata-se de um estímulo para que as confederações tenham uma estrutura de gestão financeira profissional. A atitude serve como resposta ao relatório do TCU no caso CBT, que recomendou que o COB tivesse mais controle sobre as transferências de recursos (leia mais). Após a divulgação do relatório do TCU, a entidade havia anunciado que adotaria medidas para evitar novos casos como o da CBT.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher foge para rodovia após ser agredida por marido que acaba preso
SENADO
Ex-assessor de Pazuello nega à CPI 'vantagem' e minimiza atuação informal
JUSTIÇA
Acusado de matar esposa a marteladas é condenado a 39 anos de prisão
Licenciaturas terão mais um ano para atualizar os currículos
EDUCAÇÃO
Licenciaturas terão mais um ano para atualizar os currículos
FRONTEIRA
Com medo de "justiceiros", assaltantes abandonam carro e motos roubados
SISTEMA ELEITORAL
Empresários divulgam manifesto em defesa da urna eletrônica e da democracia
Homem armado com faca invade posto de saúde e acaba preso
NÚMEROS DA PANDEMIA
Média móvel de mortes por Covid fica abaixo de 900 após mais de 200 dias
REGIÃO
Por ajuda com comida, avós deixavam menina de 13 anos ser estuprada
BRASIL
Bolsonaro escolhe Bruno Bianco para o lugar de Mendonça na AGU

Mais Lidas

DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Flagrado com pistola, jovem é preso no Parque do Lago II
AMEAÇA
Mulher não aceita relacionamento do ex e ameaça a atual companheira dele de morte
DOURADOS
Casal é preso após transformar casa de homem que morreu por overdose em 'boca de fumo'