Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Clube de Mães do Parque das Nações II encerra curso

11 dezembro 2003 - 18h57

Aconteceu nesta quinta-feira, o encerramento do “Curso de Capacitação Profissional” no Clube de Mães do Parque das Nações II. O curso para confecção de bijuterias, que foi promovido pela Secretaria de Assistência Social e Economia Solidária (Semases), teve duração de 30 dias, e 21 moradoras beneficiadas. A prefeitura forneceu a matéria-prima e o instrutor, enquanto a comunidade cedia o espaço físico. Segundo a superintendente de Trabalho e Economia Solidária, Margarida de Fátima Nicoleti, “a coisa mais importante que pode acontecer entre a administração pública e a população, é a parceria para melhorar as ações e direcionar as soluções dos problemas. O que aconteceu aqui foi muito gratificante, ver essas mulheres que não tinham qualquer perspectiva de emprego trabalhando. É uma recompensa”, concluiu.O curso de artesanato, específico na área de bijuterias, que foi ministrado por Maria Elza da Silva, “é um curso que gera renda para as famílias e motiva, nós trabalhamos durante o curso metodologias para combater o stress e a depressão.” A professora afirma que o investimento inicial é pequeno, e o lucro pode chegar rápido em casa. “O investimento inicial é de aproximadamente R$ 60. Comprando alicate, miçangas e mais alguns itens, as alunas podem começar a produção, elaborar planos de comercialização em lojas e camelôs, e presentear os amigos”, finalizou.O curso de artesanato já está gerando renda para algumas famílias. As alunas já estão comercializando as peças e a intenção é que o curso venha trazer um novo posto de trabalho, onde as pessoas possam gerar mais renda para a família. A moradora do Parque das Nações, Nadir Sabino e Silva, terminou o curso com sucesso. “Quando eu iniciei o curso não tinha muita expectativa de futuro, pois sou deficiente auditiva e era muito ansiosa, além de sofrer com depressão. Agora posso trabalhar e colocar mais um pouquinho de dinheiro dentro de casa”.Todas os participantes receberam certificado de participação e além do curso de qualificação profissional foi foram repassadas teorias para a formação da cidadania,  onde se discutiam vários temas como saúde, violência contra a mulher, educação, transporte e participação política. Esses temas foram trabalhados em consonância com o curso, porque a atual administração entende que “a pessoa não necessita apenas da qualificação, mas também de um convívio social, formando o cidadão como um todo”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Rapaz é preso quando tentava arremessar maconha para dentro de presídio
AJUDA FINANCEIRA
Dinheiro do governo permitirá que pessoas mantenham isolamento, diz Guedes
CAMPO GRANDE
Banco deve declarar inexistente fraude no cartão de R$ 61 mil
COVID-19
Saúde prepara protocolo sobre uso de máscaras por pessoas sem sintomas
PANTANAL
Mulher e criança feridas ao cair de charrete são resgatadas em aeronave
JUDICIÁRIO
CNJ e Ministério da Saúde autorizam enterros e cremações sem atestado de óbito
TACURU
Paranaense é multado em R$ 7,5 mil por incêndio em madeira e galhadas
JUSTIÇA
Falha no conserto de veículo segurado gera indenização a consumidor
PARANAÍBA
Jovem de 20 anos é preso com R$ 190 em cédulas falsas de dinheiro
EDITORIAL
Jornal britânico 'The Guardian' diz que Bolsonaro é 'perigo para brasileiros'

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51