Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Cinegrafista da Record é transferido para o Albert Einstein

11 fevereiro 2010 - 08h06

O cinegrafista da TV Record que ficou gravemente ferido durante a queda de um helicóptero da empresa que matou o piloto Rafael Delgado, na manhã desta quarta-feira, Alexandre Silva de Moura, foi transferido para o Hospital Albert Einstein,por volta das 20h50, segundo informou o Hospital Itacolomy/Butantã, sem dar novas informações sobre seu estado de saúde, que segundo os últimos boletins médicos era considerado grave e instável. As causas do acidente são investigadas e a emissora afirma que a aeronave passou por manutenção havia 18 dias.

A aeronave caiu na manhã desta quarta-feira enquanto fazia imagens de um acidente nas proximidades do Jockey Club. Os bombeiros foram acionados para atender o caso às 7h26. Segundo a emissora, o cinegrafista chegou ao hospital Itacolomy/Butantã consciente, confuso e sem ferimentos externos. A TV afirmou ainda que o piloto Rafael Delgado, que trabalhava havia mais de dez anos para a empresa, avisou que teria que voltar para o Campo de Marte para pousar, mas não teve tempo e acabou tendo que procurar um local descampado para evitar um acidente de maiores proporções.

Segundo boletim médico divulgado no final da tarde, Moura teve uma "discreta piora dos padrões hemodinâmicos" e recebeu uma transfusão de sangue. Ele permanecia em coma induzido e respirava com a ajuda de aparelhos. Sua condição era considerada grave e instável. Em um boletim divulgado pela manhã, foi informado que o cinegrafista apresentava quadro de contusão no tórax, com fraturas em costelas, vértebras lombares e no osso maxilar, trauma abdominal fechado, além de trauma crânio-encefálico, com hemorragia cerebral.

Manutenção
A rede Record emitiu uma nota na qual lamentou queda do helicóptero da empresa modelo Esquilo prefixo PT - YRE, na manhã desta quarta-feira, em São Paulo, que matou o piloto Rafael Delgado e feriu gravemente o cinegrafista. Segundo a rede comunicação a aeronave era de propriedade do grupo e a última manutenção foi realizada há 18 dias pela empresa Helibras, representante autorizada do fabricante no País.

Segundo a nota divulgada pela Record, "neste momento, nossa preocupação é confortar e oferecer toda a assistência às famílias dos colegas diante desta fatalidade". Ainda segundo a emissora, a aeronave operava normalmente, atendendo a todos os telejornais da manhã, em sobrevoo pela cidade de São Paulo, quando a equipe relatou dificuldades. "Em seguida perdemos o contato com o aparelho", diz trecho da nota que termina informado que a empresa está "empenhada junto com as autoridades para esclarecer as causas deste acidente".

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONSUMO
Dia dos Namorados deve movimentar quase R$ 11 milhões em Dourados
BRASIL
Bolsonaro sanciona parcialmente lei que cria a Nova Embratur
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h
MATO GROSSO DO SUL
Jogos da Melhor Idade, Paralimpíadas Escolares e coletivas dos Jogos Escolares são canceladas
LUTO
Ex-técnico da seleção feminina, Vadão morre vítima de câncer
CONTRABANDO
Carga com 35 Xiaomi's é apreendida na região Norte de MS
PANDEMIA
Incidência de casos de coronavírus em Dourados é quase o triplo da Capital
20H ÀS 5H
Novo toque de recolher só modifica horário e exceções são mantidas
DOURADOS
Sanesul executa desativação da antiga rede de água
SAÚDE
OMS interrompe ensaio clínico com cloroquina em pacientes com covid-19

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista