Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Cinco clubes decidem entrar com recurso no STJD

04 outubro 2005 - 15h52

Internacional, Cruzeiro, Santos, Ponte Preta e Figueirense decidiram entrar com recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na tentativa de reverter a anulação dos 11 jogos do Campeonato Brasileiro apitados por Edilson Pereira de Carvalho. O grupo, que defende a tese de que cada partida deve ser analisada separadamente, cuida dos trâmites burocráticos a partir desta quarta-feira. Opine: você acha que os clubes estão certos em tentar reverter a anulação? O STJD chegou até a montar uma comissão para analisar as fitas dos jogos, mas desistiu com a justificativa de que tinha dados suficientes para tomar sua decisão após o contato com a Polícia Federal, que investiga o esquema de corrupção."Na polícia, estão obtendo provas de forma sigilosa. Temos que analisar o processo que nós estamos envolvidos. O Estatuto do Torcedor diz que essas provas têm que ser públicas. Onde estão essas provas?", questionou o presidente do Inter, Fernando Carvalho, em entrevista ao canal SporTV.A decisão de entrar com uma ação conjunta no STJD foi tomada nesta terça-feira, em São Paulo, durante uma reunião do Clube dos 13. O São Paulo, que a princípio também seria favorável ao recurso, acabou ficando de fora do grupo."Não concordamos com a decisão pois não contempla a análise jogo a jogo. A lei é clara em dizer que não basta o árbitro querer anular o resultado, mas precisa conseguir obter êxito", lembrou Carvalho."Não vamos entrar na Justiça comum. Respeitamos as esferas da Justiça desportiva. Como é uma decisão provisória e não nos agrada da forma como foi contemplada, então estamos procurando os meios legais. Queremos o direito de apresentar nossa defesa", explicou.Depois da liminar concedida no último domingo pelo presidente do STJD, Luiz Zveiter, o mérito em questão ainda precisa passar pelo Tribunal Pleno (equivalente à segunda instância). No caso, o recurso teria também que ser analisado pela comissão da entidade.O Inter, que teve anulada a sua vitória por 3 a 2 sobre o Coritiba, perdeu a liderança da tabela depois da decisão do STJD. O Corinthians, que teve duas derrotas anuladas, assumiu a ponta da classificação.ContrárioO Fluminense não vai participar da reunião dos membros do Clube dos 13. Para o assessor jurídico do clube, Marcelo Penha, a reclamação dos clubes não vai dar em nada."A posição do Fluminense está mantida. Apoiamos o que a CBF e o STJD decidiram. A reclamação não é do Clube dos 13, mas sim de alguns membros. Acho que isso vai tumultuar ainda mais o campeonato. Por isso, não vamos recorrer. É muito fácil jogar para a torcida, espernear, mas não há chance de conseguirem nada", afirmou.O dirigente disse que o escândalo da manipulação de resultados mancha a imagem do Brasileiro, seja qual for o final da história. "O Campeonato Brasileiro foi manchado. Agora não dá mais pra fazer nada em relação a isso", disse.Com a remarcação de duas partidas, contra Juventude e Brasiliense, o Fluminense terá despesas para jogar novamente. Contra o Brasiliense, o clube tricolor será mandante e ficará responsável pelos gastos com a organização. Já contra o Juventude, o clube viajará para Caxias do Sul, segundo destino mais distante do Rio na competição (só é mais perto do que Belém, onde o time enfrentou o Paysandu)."Ainda não sabemos quem pagará os gastos com as partidas. Só saberemos quando o (presidente da CBF) Ricardo Texeira voltar do Uruguai. Gastaremos entre R$50 mil e R$60 mil reais para jogar em Caxias do Sul. Para a partida contra o Brasiliense, o gasto será de R$40 mil a R$50 mil", explicou o dirigente.Para jogar em Volta Redonda, o Fluminense terá uma despesa de R$20 mil com quadro móvel, R$7 mil com arbitragem, R$ 3,2 mil com exames anti-dopping, R$12 mil com confecção de ingressos. Além destes valores, o clube gastará ainda com concentração e transporte.A CBF já marcou datas para a repetição dos jogos apitados por Edilson, pivô do escândalo de corrupção na arbitragem e que confessou ter recebido dinheiro de apostadores de sites ilegais para manipular resultados de jogos.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trio é preso com arma, dinheiro e bloqueador de sinal em frente a presídio
PONTA PORÃ
Trio é preso com arma, dinheiro e bloqueador de sinal em frente a presídio
Nelsinho Trad destaca que Dourados recebeu R$ 20,8 milhões da União
POLÍTICA
Nelsinho Trad destaca que Dourados recebeu R$ 20,8 milhões da União
ECONOMIA
Leilão do Detran com 180 veículos para circulação encerra nesta sexta
NOVA ALVORADA
Jovem é morto com facada durante briga com o namorado da ex
TEMPO
Sexta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
FRONTEIRA
Jovem morre em acidente envolvendo moto e caminhão na MS-164
O QUE DIZ A CIÊNCIA
Veja 10 razões que indicam que o coronavírus é transmissível pelo ar
CAPITAL
Preso sexto envolvido na execução de homem encontrado com tiro na nuca
REGIÃO
Presidente da Assomasul vai a Brasília e se encontra com Azambuja 
OPERAÇÃO `PROLEPSE
Proprietários rurais de MS são orientados sobre prevenção aos incêndios 

Mais Lidas

DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
DOURADOS
Jovem confessa 18 tiros, mas diz que idoso morreu antes por enforcamento
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
DOURADOS
Ladrão invade alojamento do Hospital da Vida e leva pertences de enfermeiras