Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99257-3397
DEFESA CIVIL

Apesar de chuva recorde e 1,4 mil em áreas de risco, Dourados não teve problemas graves

27 janeiro 2021 - 07h12Por Thalyta Andrade

Apesar do número significativo e do volume histórico de chuvas registrado somente neste primeiro mês de 2021 em Dourados, não houve registro de problemas graves no município junto à Defesa Civil.

“Estamos monitorando essa quantidade de chuvas, mas aqui na área do nosso município a incidência tem sido espaçada então não ocorre um volume grande caindo em um curto espaço de tempo, que é o que geralmente ocasiona em problemas maiores de alagamento e perigo”, informou ao Dourados News o coordenador do órgão, Ademir Martins.

Quanto ao Rio Dourados, ele explicou não haver risco imediato isso porque ele está a 18 quilômetros da área da cidade e não temos propriamente famílias ribeirinhas.

Conforme destacado no Plano Municipal de Contingência da Defesa Civil de Dourados, divulgado em setembro do ano passado, ao todo são 1.488 pessoas identificadas como residentes em locais com risco de desastres relacionados principalmente a fenômenos naturais, como as chuvas.

Ainda conforme apontado no levantamento, um dos bairros mais preocupantes é a Vila Cachoeirinha, onde aproximadamente 900 moradores podem ser afetados por possíveis enxurradas ou inundações. “Essa é uma das regiões com a qual temos mais atenção por causa das moradias próximas dos córregos Rego D’Água e Água Boa”, destacou o coordenador da Defesa Civil.

Neste mês de janeiro, foram 15 registros de chamados no 199, telefone para atendimentos de urgência. A maioria deles para casos de alagamentos pontuais em bairros e árvores caídas. O número não é maior que o ano passado, segundo Martins.

“A situação de certo modo está tranquila, não tivemos registros graves até o momento. A instrução é de que as pessoas, principalmente moradores dessas áreas identificadas como de risco, estejam atentas e acionem a Defesa Civil no caso de alguma urgência ou dúvida”, concluiu o coordenador.

A chuva acumulada neste mês já chegou a 309 milímetros, conforme apurado pela Estação Agrometereológica da Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados. Este volume já é um recorde histórico para a região, considerando a média dos últimos 40 anos para janeiro, que é de 163,2 milímetros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados tem elevação na média móvel de covid e mortes quase dobram
LEVANTAMENTO
Dourados tem elevação na média móvel de covid e mortes quase dobram
Balança comercial tem superávit de US$ 1,152 bilhões em fevereiro
ECONOMIA
Balança comercial tem superávit de US$ 1,152 bilhões em fevereiro
Motorista fica preso às ferragens após colisão entre carro e carreta
ITAPORÃ
Motorista fica preso às ferragens após colisão entre carro e carreta
Escolha o condomínio fechado para morar em Dourados
NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS
Escolha o condomínio fechado para morar em Dourados
Saúde inicia capacitação de coordenadores municipais de controle de vetores
MATO GROSSO DO SUL
Saúde inicia capacitação de coordenadores municipais de controle de vetores
BRASIL
Governo reabre programa de renegociação de dívidas com a União
ATENTADO CONTRA A VIDA
Polícia impede mulher de cometer suicídio em Guia Lopes da Laguna
SAÚDE & BEM-ESTAR
10 Motivos para treinar na Studio Moove Academia
DOURADOS
Após dois meses com interino, servidor federal é nomeado na Secretaria de Administração
BRASIL
Secretários pedem toque de recolher nacional e fechamento de praias, bares e escolas

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
PANDEMIA
Mais uma pessoa morre por covid em Dourados e casos confirmados se aproximam de 21 mil
DOURADOS
Homem é suspeito de incendiar carro de vizinho após ser mordido por cachorro