Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
ESTADO

Ultrapassagens indevidas lideram infrações flagradas pela PRF

26 dezembro 2019 - 12h05Por André Bento

Balanço feito pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) sobre a Operação Natal 2019, que teve início dia 21 de dezembro e foi encerrada às 23h59 de quarta-feira (25), aponta ultrapassagens indevidas como principal infração flagrada nas rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul foi de ultrapassagem indevida.

No trabalho desenvolvido por nove delegacias e 22 unidades operacionais em uma faixa superior a 3.652 quilômetros, foram observadas 264 infrações de ultrapassagem cometidas, das quais 248 ultrapassagens em faixa dupla contínua.

As fiscalizações tiveram auxílio das câmeras da concessionária que administra a BR-163 para flagrar os motoristas que cometeram as infrações.

Também houve 169 autuações pelo não uso do cinto de segurança, sendo 27 por parte dos motoristas e 142 dos passageiros.

Em meio a 2.938 testes com o bafômetro – etilômetro - nas rodovias federais que cortam o território sul-mato-grossense, 61 condutores foram flagrados por dirigirem sob efeito de álcool. Destes, seis acabaram presos após o bafômetro acusar índice expelido maior que 0,30mg/L.

Foram fiscalizados 4.724 veículos e 5.862 pessoas durante os cinco dias de operação, que culminou em 1.787 autos de infrações gerais.

Acidentes totalizaram 19, dos quais quatro considerados graves. Houve 24 pessoas feridas e duas mortes.

O primeiro acidente fetal ocorreu no km 515 da BR-060, na madrugada de domingo, 22, em Nioaque, envolvendo um caminhão Mercedez Benz/L, placas de Capitão Leônidas Marques (PR), que tombou após perder o freio no momento em que descia a serra.

O motorista, de 36 anos, foi a óbito no local. Duas passageiras, de 26 e 4 anos, foram encaminhadas para o hospital em Nioaque.

A segunda ocorrência com morte foi uma colisão traseira entre um carro de passeio e uma motocicleta no km 501 da BR-163, em Jaraguari, no início da noite de Natal. Segundo a PRF, no VW/Golf, placas de Campo Grande, todos os ocupantes saíram ilesos. Já o motorista de 26 anos, da Honda/CB 300 com placas da capital do Estado, morreu no local.

COMPARATIVO

No comparativo com a Operação Natal desencadeada em 2018, os policiais rodoviários federais constataram queda de 50% no total de acidentes (foram 38 no ano passado), de 63% nas ocorrências graves (haviam sido 11), e de 60% no número de pessoas feridas (eram 60), mas os óbitos cresceram, já que apenas uma pessoa faleceu em acidente há um ano.

Também houve redução de 74% nas autuações de condutores sem cinto de segurança, que haviam sido 104 em 2018, de 23% quanto a passageiros (eram 184), e 38% nas ultrapassagens indevidas (426 no ano passado).

Houve menos testes de alcoolemia neste ano. Na operação foram 3.396, com 53 autuados por constatação e 20 por recusa, e 17 presos por embriaguez ao volante.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bolsonaro faz declaração à imprensa acompanhado de Maia e Alcolumbre
CAMPO GRANDE
Após negociar por 12 horas, Bope invade casa e resgata homem ferido
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil tem 1.164 vítimas da Covid nas últimas 24 horas e passa de 104 mil
SIG
Polícia prende receptador e recupera motocicleta furtada em Dourados
REAJUSTE
Petrobras eleva preço da gasolina em 4% e do diesel em 2%
MIRANDA
Cinco veículos são recuperados em menos de 24h em posto policial
JUSTIÇA
TJ/MS volta a realizar Mutirão do DPVAT com medidas de biossegurança
REGIÃO
PMA de Dourados multa empresa sucroenergética em R$ 186 mil
LEGISLATIVO
Câmara aprova projeto que fomenta o uso da energia solar em Dourados
EMBRIAGUEZ AO VOLANTE
Bêbado, paulista desrespeita barreira sanitária em Bataguassu

Mais Lidas

DOURADOS
Suspeito de atropelar motociclista durante racha na BR-163 se apresenta à polícia
DOURADOS
Amigos vão procurar homem e encontram corpo em avançado estado de decomposição
DOURADOS
Motociclista é atingido por veículo que praticava "racha' e tem fratura exposta
CORGUINHO
Jovem morre após sofrer acidente durante passeio de moto com amigos