Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
GLÓRIA DE DOURADOS

Terreno doado foi usado para construção de hotel do filho de presidente da Câmara

30 setembro 2014 - 12h27

Thalyta Andrade

Um dos três terrenos doados pela prefeitura de Glória de Dourados em 2011 para empresas, e que acabou gerando um processo e condenação por improbidade administrativa e dano ao erário contra o prefeito Arceno Athas Júnior (PROS), seis vereadores – entre atuais e ex – e três atuais secretários da administração municipal foi entregue para a construção de um hotel que é de propriedade do filho do presidente da Câmara Municipal, Walid Aidamus Rasslan (PMDB), que está entre os condenados.

O ‘Hotel e Restaurante Planalto Sul’ é pertence ao filho do presidente, Henrique de Oliveira Rasslan, em uma sociedade com a esposa dele, Solange Gomes Garcia Rasslan, e também o cunhado, Sandro Gomes Garcia. A propriedade sob o empreendimento foi confirmada pelo Dourados News junto à Jucems (Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul) e pelo próprio vereador.

Segundo Rasslan, o investimento foi de mais de R$ 1 milhão e a familiaridade não teve nenhuma influência no processo. Conforme entrevista anterior concedida ao Dourados News [(confira matéria clicando aqui)](http://www.douradosnews.com.br/noticias/cidades/se-for-cassado-por-fazer-o-melhor-para-a-cidade-eu-vou-diz-presidente-da-camara), o presidente da Casa de Leis defende que a doação dos terrenos foi a favor do crescimento da cidade, e que não foge a regra do que fazem os demais municípios.

“Tem um filho meu que é sócio. Não vejo problema nenhum não. Filho de político tem que ser bandido, não pode ser empresário?”, disse ele, completando que a situação não tem nenhuma relação com o processo. “Não acredito. São três empresas citadas nessa ação. A denúncia partiu de uma pessoa que inclusive tinha um pai que mantinha jogo de baralho, que é ilegal. Ninguém apurou isso. Agora dos empresários que geram emprego e tudo mais...”, acusou o vereador.

Terrenos serão devolvidos

Na decisão publicada ontem no Diário Oficial do TJMS (Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul), o juiz titular da comarca de Glória de Dourados, condenou os responsáveis pelas três empresas – entre elas a do filho do presidente da Câmara – por terem se beneficiado da prática dos atos de improbidade administrativa. Todas foram ainda multadas em valores que chegam a até R$ 30 mil.

O juiz determinou ainda o cancelamento das escrituras e registros de propriedade dos terrenos, declarando os documentos nulos e revertendo o patrimônio em favor do município, e ordenou a expedição de mandados de desocupação dos imóveis em um prazo de 60 dias sob pena de multa de R$ 5 mil por dia, e remoção forçada por crime de desobediência no prazo de 90 dias.

Ainda na decisão, o prefeito Arceno Athas Júnior (PROS) foi retirado imediatamente do cargo, e o juiz recomendou que o vice, Geraldo Denadai (PMDB) assuma o cargo. Os vereadores em atividade (Rasslan, Edgar Yamato e Aribaldo Bispo dos Santos), ainda que condenados e cassados, não saem imediatamente de suas funções. Todos os réus tem prazo de 30 dias para recorrer da sentença.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com carro roubado no RJ que seria levado para a Bolívia
Homem é preso com carro roubado no RJ que seria levado para a Bolívia
IFA
Fiocruz recebe na quarta insumos para produzir 5,2 milhões de doses
NOVA ANDRADINA
Homem é preso pela após agredir esposa durante discussão
BRASIL
Governadores dizem que alta na gasolina é 'problema nacional'
Idoso morre após 1 mês internado e família procura ciclista suspeito
Idoso morre após 1 mês internado e família procura ciclista suspeito
REGIÃO
Mais Social: beneficiários já podem utilizar créditos nesta terça-feira
Mulher finge dormir e flagra marido estuprando neta de 9 anos
ESTADOS UNIDOS
Presidente Bolsonaro se reúne com primeiro-ministro britânico nos EUA
PEDRO JUAN
Irmãos executados na fronteira foram vítimas de fugitivo de presídio
DOURADOS
Vereadores aprovam programa de regularização de edificações

Mais Lidas

DOURADOS
'Buguinha' é presa e diz que matou caseiro por legítima defesa
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
DOURADOS
Envolvida em execução de detetive é presa novamente em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina