Menu
Busca segunda, 25 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
GESTÃO

TCE-MS apresenta modelo de gestão durante Encontro na Bahia

19 fevereiro 2016 - 20h35

O modelo de gestão compartilhada, projetos e ações implantados, ou em implementação levaram o conselheiro presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, Waldir Neves Barbosa e o diretor Geral de Modernização da Corte de Contas, Douglas Avedikian a serem convidados a participar de Seminário, em Salvador (BA), promovido pela empresa Jam Jurídica, em parceria com o TCM-BA, voltado para as estratégias a serem planejadas e gerenciadas em tempos de crise econômica e política, com palestras sobre temas afins, proferidas por renomados professores do cenário nacional.

De acordo com o presidente do TCE-MS, Waldir Neves Barbosa “as discussões com presidentes e representantes de outros tribunais, sobre os novos mecanismos e boas práticas de gestão, somado a troca de experiências, caminham sob o mesmo objetivo, que é o efetivo controle das contas públicas”.

Coube ao diretor Geral de Modernização do TCE-MS apresentar palestra sobre o tema “Gerenciamento dos Riscos e o Controle Externo, Ferramenta e Resultados”. De acordo com Douglas Avedikian o foco do TCE-MS em 2016, serão os projetos e novas ações a serem implementadas, totalizando mais de 200 ações, das quais, 55 já implantadas. Ele afirmou que o objetivo final do presidente da Corte de Contas, conselheiro Waldir Neves, é o de buscar na fiscalização, maior efetividade na aplicação dos recursos públicos por parte dos gestores.

O diretor de modernização informou que desde o início de 2015, gestão do atual presidente e compartilhada com os demais conselheiros, o Tribunal de Contas passa por profundas modificações, com investimentos em capacitação e modernização, e mudança cultural de comportamento, promovendo parcerias e orientando os gestores públicos num processo contínuo de evolução para aprimorar ainda mais, o controle sobre as despesas. Segundo o diretor Geral, para cada objetivo estabelecido após os planejamentos estratégicos de 2009 e 2014, existem 10 a 15 ações. Uma das metas, por exemplo, é a de acabar com os processos físicos (Em papel).

Deixe seu Comentário

Leia Também

UNIÃO
TRF3 mantém indenização à família de vítima de acidente de Alcântara
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
BRASIL
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
TV UFAL passa a integrar a Rede Nacional de Comunicação Pública
BRASIL
TV UFAL passa a integrar a Rede Nacional de Comunicação Pública
Exposição gratuita retrata condições degradantes do trabalho escravo em MS
CAPITAL
Exposição gratuita retrata condições degradantes do trabalho escravo em MS
Especial Caiu no Enem realiza correção das provas neste domingo
BRASIL
Especial Caiu no Enem realiza correção das provas neste domingo
MS
Empresário é multado em R$ 10 mil por retomar obra embargada
BRASIL
MPT alerta para risco de fragilização e precarização do instituto da aprendizagem profissional
COVID-19
Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford
PANDEMIA
Covid-19 mantém 258 sul-mato-grossenses em leitos de UTI
PANDEMIA
Estado aguarda atualização de 4,7 mil possíveis casos de Covid-19 nos municípios

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Vídeo mostra momento exato de acidente com vítima fatal em Dourados
DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
TRAGÉDIA
Segundo acidente de trânsito com vítima fatal é registrado em Dourados
DOURADOS
Motociclista que morreu após colisão em cruzamento invadiu via preferencial