Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

SES reúne profissionais para discutir combate a dengue, sarampo e coronavírus

16 fevereiro 2020 - 07h20Por Da redação

Equipes do Sistema Único de Saúde (SUS) disseminando a informação correta para otimizar a decisão oportuna no momento de enfrentar doenças como a dengue, influenza (gripe), coronavírus, tuberculose, hanseníase, infecções sexualmente transmissíveis, entre outras. Esse é o propósito do Encontro Estadual de Vigilância em Saúde que acontece na próxima segunda e terça-feira (17 e 18/02) em Campo Grande, envolvendo 2,5 mil pessoas de todos os municípios do Estado.

“Ter compromisso e ética em saúde pública é a missão dos gestores e profissionais que trabalham no Sistema Único de Saúde (SUS). O Encontro vai fornecer ferramentas importantes e indispensáveis para o cumprimento desse papel”, sentencia o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

O evento é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Ministério da Saúde. Terá palestras, oficinas de treinamento e capacitação, minicursos e debates com especialistas e profissionais da área de saúde. O encontro acontecerá, simultaneamente, em cinco salas do Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo (Av. Waldir dos Santos Pereira, s/n – Parque dos Poderes, Campo Grande – MS).

Programação

“Panorama do Coronavírus (Papel da APS e Vigilância em saúde na prevenção de Doenças”) é o tema da palestra magna que será proferida por Júlio Croda, diretor do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis/SVS/MS, após a abertura do Encontro. (Veja programação completa em http://www.saude.ms.gov.br/wp-content/uploads/2020/02/PROGRAMA%C3%87%C3%83O-Encontro-Vigilancia-ATUALIZACAO-09FEV.pdf.) O Programa Nacional de Imunizações (PNI); Organização da Rede Frio no Estado do MS; Situação epidemiológica da influenza; Integração SPNI, e-SUS – AB; Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (Datasus; situação das coberturas vacinais no país, com enfoque em Mato Grosso do Sul),  são alguns dos temas do primeiro dia.

Eventos de Massa; Vigilância Epidemiológica Hospitalar (Notificação, Vigilância de Óbito, Coleta de material – LACEN); Segurança do paciente (CVISA); Impactos da utilização dos agrotóxicos na saúde da população e dos trabalhadores; intoxicações exógenas: efeitos e sintomas na saúde; Identificação de acidentes com animais peçonhentos; Desafios no controle da raiva canina na fronteira; Situação da Raiva em Corumbá; Atendimento antirrábico; Leishmaniose visceral, diagnóstico e tratamento; Histórico da Febre Amarela e as primeiras epizzotias de Primatas Não-Humanos no mundo, entre outras, também compõem os temas abordados no dia 17.

Ainda na segunda-feira, serão debatidos: Panorama da Tuberculose em Campo Grande; Novo Protocolo de Teste Xpert Ultra; Ações Integradas de Vigilância das Arboviroses; e Cenários epidemiológicos e desafios também serão debatidos na segunda-feira.

No dia 18, o Encontro prossegue com debates sobre “Situação epidemiológica da Influenza e do Sarampo”; Apresentação da Plataforma SISS-Geo (PIBSS/FIOCRUZ); “Encontrando o seu registro via web”; “Eventos de massa”, “Vigilância Epidemiológica Hospitalar”, “Os impactos da utilização dos agrotóxicos na saúde da população e dos trabalhadores”; “Intoxicações Exógenas: efeitos e sintomas na saúde”, além de “Identificação de acidentes com animais peçonhentos” também vão compor o ciclo de palestras.

Equipamentos

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta estará presente no Encontro Estadual, sendo que às 10h00 do dia 17 fará a entrega de 52 Monitores Multiparamétricos e 28 Desfibriladores/Cardioversores à Secretaria Estadual de Saúde. Esses equipamentos, além de dezenas de caixas cirúrgicas, serão entregues pelo secretário estadual de Saúde Geraldo Resende a prefeitos e secretário municipais de Saúde de  57 cidades.

Ainda na segunda-feira acontecerá a assinatura do Termo de Cooperação entre Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria de Saúde de Campo Grande no Projeto Wolbacchia, que terá sua biofábrica instalada na sede do LACEN (Laboratório Central) estadual. Também acontecerá a assinatura do Termo de adesão do município de Campo Grande ao projeto estadual e-Visita Endemias, com distribuição (simbólica) de cinco aparelhos celulares para o monitoramento dos criadouros de mosquitos, sendo que, no total, Campo Grande receberá 600 aparelhos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Médicos de Dourados são absolvidos em processo de acusação por negligência
DOURADOS
Prefeita pode trocar secretária de Saúde em meio a pandemia
CAMPO GRANDE
Aumento de casos faz Saúde dobrar testes rápidos na Capital
BRASIL
Multas à Vale pelo rompimento de Brumadinho serão aplicadas em obras
DOURADOS
Egressa de Arquitetura e Urbanismo da Unigran publica artigo em renomada revista da área
MEIO AMBIENTE
Usina é multada em quase R$ 300 mil por incêndio em lavoura
BRASIL
Produção de veículos tem queda de 50,5% no 1º semestre, afirma Associação
CRIME AMBIENTAL
Proprietário é multado em R$ 70 mil por degradação de área protegida
MATO GROSSO DO SUL
Desrespeito ao isolamento continua favorecendo a Covid, afirma Saúde
ECONOMIA
BNDES investe em fundo que apoia empresas de médio porte

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário