Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
DUPLO HOMICÍDIO

Serventes de pedreiro são executados com tiros de pistola 9 milímetros

12 janeiro 2016 - 08h41

Os serventes de pedreiro Marcos Maidana da Silva, 20 e Ramão Escobar, 31, foram executados no início da noite de segunda-feira, dia 11 de janeiro, quando caminhavam pela rua Laranjeira, no Residencial Ponta Porã II, em Ponta Porã, cidade localizada na fronteira com o Paraguai, onde moravam.

Os autores do duplo homicídio chegaram ao local do crime em um veículo de cor escura por volta das 18h30 e segundo relato de testemunhas, ao perceberem o veículo, Marcos e Ramão, ainda tentaram escapar, entretanto, acabaram sendo alcançados e mortos.

De acordo com informações do pai de um deles, há alguns dias homens invadiram sua casa a procura dos rapazes e desde então vinham rondando a região, provavelmente em busca de ambos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UNIVERSIDADE
Laboratório de universidade federal analisa mais de 4 mil testes de Covid-19 em 2020
LEGISLATIVO
Deputados entregam a candidatos à Presidência da Câmara carta com prioridades para a educação
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto prevê punição para o repasse indevido de salário de funcionários de agentes políticos
BRASIL
Anac divulga aéreas que podem transportar cilindros de oxigênio
OPINIÃO
Como as alterações nos benefícios previdenciários podem te impactar
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul realiza primeira vacinação contra o coronavírus
SISTEMA DE SAÚDE
Governo foi informado dia 8 sobre escassez de oxigênio em Manaus
TRAGÉDIA
Criança de seis anos morre em acidente entre Bonito e Bodoquena
CLÁSSICO
Palmeiras goleia Corinthians e segue sonhando com título brasileiro
REGIÃO
Bombeiros são acionados para buscas após populares verem corpo boiando em rio

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes