Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
OBRAS INACABADAS ZERO

Secretário traça panorama e expectativas para terminar obras deixadas por Puccinelli

18 junho 2015 - 17h45

O titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Marcelo Miglioli, falou na manhã desta quinta (18), durante entrevista à Rádio UCDB, em Campo Grande, sobre as expectativas e projetos do Governo para Mato Grosso do Sul. “Com o programa ‘Obras Inacabadas Zero’ vamos terminar todas as obras que ficaram do governo anterior”, afirmou, reiterando o discurso do governador Reinaldo, que também firmou o compromisso com o término das obras durante uma agenda no município de Figueirão.

De acordo com o secretário o Programa já está realizando licitações para a manutenção de rodovias, onde algumas encontram-se em situações muito críticas, especialmente nas áreas produtoras de grãos e madeiras.

“Há também rodovias pavimentadas em estado precário especialmente os trechos Bataguassu- Brasilândia e Chapadão- Costa Rica, para os quais também teremos ações. Pretendemos terminar tudo que estava em andamento, algumas já demos ordem inicial de serviço e de acordo com o nossos recursos financeiros. Queremos chegar até o final do ano com tudo pronto”.

Sobre a concessão das BR’s 262 e 267, Milgioli afirmou que a primeira etapa foi conseguir colocar as rodovias no Programa de Concessão e que preliminarmente o Governo Federal pretende realizar as licitações em 2016.

Aquário do Pantanal

Considerado uma obra complicada em virtude do número de contratos envolvidos, o secretário afirmou que a equipe técnica está empenhada em concluir o Aquário e explicou os entraves.

“Fazer a gestão de vários contratos envolvidos num mesmo objeto e onde as empresas trabalham independentemente contratualmente, mas dependentes fisicamente não é nada fácil, ela realmente tem problemas técnicos. O problema atual é que o contrato original do projeto não contemplou a obra toda e começou a ter contratos paralelos, o que gera um problema gerencial. Ou seja, temos uma obra só e uma série de contratos, por isso a dificuldade com o Aquário”.

Ferrovias, hidrovias e transporte aéreo

O plano do atual Governo contempla atuar em outros tipos de transporte onde se destacam duas hidrovias que já estão tendo ações junto ao Governo Federal para viabilização: a do Paraguai e do Paraná-Tietê. “Temos grande interesse no Paraná-Tietê devido ao porto de Bataguassu que está pronto há 14 anos e permanece fechado.

Já tivemos agenda com o ministro do Transporte para falar dela. A do rio Paraguai também temos tratado”. Outo destaque dado por Miglioli foi o porto de Murtinho. “Trata-se de uma das ações mais importantes na logística e é um assunto dividido entre várias secretarias pois contempla muitos aspectos”.

As ferrovias seguem o que foi acordado durante o Programa de Concessão e o que ficou recentemente firmado entre a empresa Rumo ALL e o Governo do Estado, de que uma equipe multidisciplinar fará uma avaliação das melhores alternativas sociais e econômicas para a manutenção e possível ampliação da malha.

O transporte aéreo também será contemplado em Mato Grosso do Sul. Na semana passada foi anunciado o investimento em oito aeroportos do Estado. “Mais um projeto em parceria com o Governo Federal que irá melhorar nossas condições de infraestrutura”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO DE DROGAS
Civil de Nova Andradina incinera quase uma tonelada de entorpecentes
DECIBÉIS
Defesa de alvos de operação alega falta de “elementos concretos” para mandados
BRASIL
Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia
LEGISLATIVO
Celulares apreendidos em presídios poderão ser destinados à Rede Estadual de Ensino
DOURADOS
Câmara participa de prestação de contas da Gestão Fiscal do 2º quadrimestre
POLÍCIA MILITAR
Dois homens são presos por descumprir regras para o uso de tornozeleira eletrônica
ECONOMIA
Número de empregados com carteira chega a menor nível desde 2012
R$ 3 MIL
Empresa é multada por transporte ilegal de sucatas de baterias
PANDEMIA
Dourados registra morte por coronavírus pelo terceiro dia seguido e chega a 96 óbitos
INTERNACIONAL
Cartunista argentino e criador da Mafalda, Quino morre aos 88 anos

Mais Lidas

REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Disputa pela prefeitura tem dois milionários e total de bens chega a R$ 13 milhões
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira