Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CHEIA

Rio Miranda continua subindo e semana será de tempo instável em todo o MS

04 dezembro 2017 - 15h20

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) mantém em situação de alerta alguns rios das bacias do Paraguai e do Paraná, dos quais apenas o rio Miranda apresentava-se em elevação até a manhã desta segunda-feira (4.12), e a previsão meteorológica para a semana indica tempo nublado em todo o Estado, com ocorrência de chuvas a qualquer hora.

Em Miranda, a rio do mesmo nome já saiu da calha e desabrigou duas famílias ribeirinhas, que estão alojadas em casas de parentes, informou o coordenador municipal de Defesa Civil, Paulo Brito. Ele disse que até às 11h de hoje já choveu 100 milímetros na região e a tendência é o rio continuar subindo.

O nível atual do rio está a apenas 25 centímetros da situação de emergência (7,0 metros), conforme boletim divulgado pela Sala de Situação do Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), e inunda algumas áreas urbanas do município de Miranda. No encontro com o rio Nioaque (estrada MT 738), o Miranda declinou em 95 centímetros em relação à régua de sexta-feira.

Mobilização

A subida repentina do rio Aquidauana, na sexta-feira (1º.12), mobilizou a Defesa Civil e a prefeitura de Aquidauana com a possibilidade de desabrigar famílias ribeirinhas, contudo as águas baixaram no fim de semana. Naquela data, o rio, próximo à ponte de concreto que interliga os municípios de Anastácio e Aquidauana, atingiu o nível de 7,16 metros (a situação de emergência é de 8,0 metros), mas reduziu para 6,14 metros nesta segunda-feira.

“Voltou a chover, mas é uma chuva fina e contínua”, informou o coordenador municipal da Defesa Civil, Mário Ravaglia, prevendo que as precipitações durante o dia cheguem a 20 milímetros. “Estamos de prontidão e mobilizados em caso de emergência, pois temos informações que continua chovendo nas cabeceiras”, acrescentou o coordenador.

No distrito de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), o Aquidauana reduziu seu nível em 85 centímetros, enquanto o Taquari também perdeu força depois da diminuição das chuvas na região Norte – de 4,80 metros, na sexta-feira, para o registro de 4,48 metros, às 7h nesta segunda-feira. O rio Pardo (bacia do Paraná) oscilou entre 5,63 metros e 5,58 metros em 24h.

Chuva forte

A previsão do Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de MS (Cemtec), em todas as regiões do Estado, é de tempo mais severo durante a semana, com chuvas fortes, rajadas de ventos e grande incidência de raios, acumulando cerca de 125 milímetros, informou a coordenadora Franciane Rodrigues em boletim. A temperatura deve oscilar, em média, entre 21 e 30 graus. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIDADE MAIS SEGURA
Com apoio de helicóptero, PM inicia operação e mira regiões críticas de Dourados
TRÁFICO
Polícia Civil incinera mais de meia tonelada de drogas em Nova Andradina
ANTÔNIO JOÃO
Mulher é multada por criar porco do mato no quintal de residência
MATO GROSSO DO SUL
Fundação de Cultura prorroga inscrições de três editais até segunda-feira
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização
BRASIL
Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada
CENTRAL DO CIDADÃO
Com queda constante de energia e calorão, Secretaria proíbe ventiladores de servidores em repartição pública
CRIME AMBIENTAL
Comerciante é multado em quase R$ 13 mil por desmatamento
CAMPO GRANDE
Detran-MS e BPMTran recuperam moto furtada em agosto
REGIÃO
Veículo utilizado em crimes é apreendido pela polícia em Aparecida do Taboado

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade