Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
ESTADO

Refis estadual bate meta e negocia mais de R$ 500 mi em impostos atrasados

04 janeiro 2018 - 12h05

O Programa de Regularização Fiscal do Estado (Refis) registra a marca de R$ 503,8 milhões em valor negociado. Desse total, foram arrecadados até terça-feira (2.1), R$ 204,1 milhões. Os números superaram a expectativa inicial do governador Reinaldo Azambuja que previa arrecadar aproximadamente R$ 120 milhões em impostos atrasados. A renegociação foi uma maneira da gestão estadual dar oportunidade aos contribuintes que de alguma forma foram afetados pela crise econômica que o Brasil vem enfrentando, de quitar seus débitos.

Dados da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) apontam que foram negociados R$ 503,8 milhões em débitos de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCD). Desse total, R$ 401,7 milhões são referentes a negociação direta com os setores administrativos da Secretaria e outros R$ 102,1 negociados com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), por estarem inscritos em dívida ativa.

Em valores arrecadados, ou seja, que já ingressaram nos cofres públicos, o Governo do Estado conseguiu arrecadar R$ 204,1 milhões, sendo R$ 128,4 milhões de débitos atrasados e R$ 75,7 inscritos em dívida ativa. Como o programa previa o parcelamento, o Governo tem a previsão de receber em 2018 R$ 107,7 milhões e outros R$ 192 milhões em anos posteriores.

Reinaldo Azambuja ressalta a intensa procura pela renegociação de dívidas tributárias, a qual ajudou muitos contribuintes que deixaram de pagar seus débitos devido à crise financeira que se espalhou pelo País no último ano.

“A movimentação de pessoas nas unidades da Sefaz foi bastante grande. O volume de pessoas que realizaram consultas superou nossas expectativas e ultrapassamos os valores idealizados no lançamento do programa. Isso mostra que o que faltava era oportunidade para que os bons contribuintes pudessem ficar em dia com o fisco. É importante ressaltar que parte dos recursos arrecadados será destinada aos municípios, tanto do IPVA, que vai 50%, quanto do ICMS, que 25% retornam às cidades”, reforça.

O Refis entrou em vigor no dia 6 de outubro e encerrou no dia 29 de dezembro de 2017. Vale lembrar que essa foi a primeira vez na história que o IPVA fez parte do programa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Dourados tem mais de 500 pessoas em isolamento devido ao coronavírus
INFORME PUBLICITÁRIO
Uma nova fase da sua vida começa aqui
BRASILEIRÃO
Águia Negra encara Operário no MT para voltar ao G4 da Série D
EDUCAÇÃO
Governo regulamenta renegociação de dívidas com o Fies
RIO PARAGUAI
Pescador é preso por capturar peixes abaixo da medida permitida por lei
FUTEBOL
Haaland, o nove que assinará com o Madrid (se o coronavírus permitir)
MAUS-TRATOS
Após denúncia, idoso é resgatado de cárcere privado em Bataguassu
DOURADOS
Três dos sete candidatos a prefeito já mediram forças nas urnas por um mesmo cargo
SAÚDE
Sanesul amplia serviços de saneamento no município de Ponta Porã
TRÁFICO
Motorista preso tem 41 anos e transportava maconha sob caixas usadas para armazenar frutas

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada