Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
VALE UNIVERSIDADE

Projeto vai garantir bolsa de até 90% para universitários

28 janeiro 2016 - 17h35

O Programa Vale Universidade, do Governo de Mato Grosso do Sul, vai abrir 500 novas vagas na edição de verão em 2016. O anúncio foi feito pela governadora Rose Modesto, em exercício, nesta quinta-feira (28), em Campo Grande. O programa auxilia estudantes de baixa renda a conquistar o ensino superior por meio de bolsas de estudo.

Nas universidades particulares, o governo custeia 90% das mensalidades. Nas públicas, o valor é calculado de acordo com o curso e repassado direto na conta do estudante. “O Governo não abre mão de que esse programa seja utilizado por pessoas que precisam e que estejam dentro do perfil”, disse a governadora Rose.

Conforme anunciado por ela, alunos interessados em conseguir o benefício social e uma das vagas devem se inscrever no site da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Assistência Social (Sedhast) entre 1º de fevereiro e 1º de março. Depois de pré-selecionado pelo sistema, o candidato recebe visitas de assistentes sociais e psicólogos para confirmar a situação social e ganhar uma bolsa.

Com investimento de quase 6,5 milhões só em 2015, o Vale Universidade atende cerca de dois mil alunos em Mato Grosso do Sul.

No Vale Universidade, o Estado paga até 70% do valor da mensalidade na instituição conveniada (tendo como limite máximo mensal o valor de um salário mínimo), e a universidade oferece dedução de mais 20%, totalizando 90% de incentivo. O aluno contribui com apenas 10% do valor do curso. Se o acadêmico for de universidade pública, ele ganha uma bolsa em dinheiro – o valor é calculado como se o governo tivesse que pagar uma universidade particular pelo curso.

“É bom para o acadêmico, mas é melhor ainda para Mato Grosso do Sul, que está investindo em profissionais que daqui a pouco estarão em varias áreas do mercado de trabalho do Estado. Nesse momento de crise, o Governo do Estado, falando em investimento na educação, demonstra nossa motivação de querer acertar muito”, completou a governadora em exercício.

Pré-requisitos

Pode participar do Vale Universidade o acadêmico que comprove renda individual igual ou inferior a R$ 1.448 mil e renda familiar mensal de até R$ 2.896 mil, além de estar matriculado em curso presencial de bacharelado ou licenciatura autorizado pelo Ministério da Educação (MEC), mantido por instituição de ensino superior pública ou privada, sediada em Mato Grosso do Sul e conveniada ao Programa (confira lista no site: [www.sedhast.ms.gov.br](http://www.sedhast.ms.gov.br/).

O estudante não pode possuir diploma em outro curso superior; deve morar no Estado há mais de dois anos; não ser beneficiado por qualquer outro tipo de auxílio financeiro com a mesma finalidade do Vale Universidade; não ter registro de reprovação de qualquer disciplina na data de inscrição e convocação e não possuir, simultaneamente, outro membro da família beneficiado neste Programa.

Estágio

Os estudantes classificados realizam estágio com carga horária de até 20 horas semanais, compatíveis com o horário escolar, nas instituições indicadas pela Secretaria. A duração do estágio será de seis meses, com a possibilidade de renovação do contrato, desde que não ultrapasse o término do curso.

No site da Sedhast, os candidatos podem acompanhar todas as publicações sobre o processo de inscrição e seleção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
ECONOMIA
Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
REGIÃO
Homem é preso por violência doméstica em Naviraí após denúncia
Justiça de MS decide que viajar em ônibus com péssimas condições de higiene gera indenização
DANOS MORAIS
Justiça de MS decide que viajar em ônibus com péssimas condições de higiene gera indenização
Justiça estende auxílio a produtores e pescadores da região de Mariana
BRASIL
Justiça estende auxílio a produtores e pescadores da região de Mariana
Veículos roubados na Capital são recuperados sendo levados para a fronteira com a Bolívia
TERENOS
Veículos roubados na Capital são recuperados sendo levados para a fronteira com a Bolívia
IMPOSTO
Defensoria Pública do Estado pagará R$ 7,7 mil de IPTU em Dourados
STF
Ministra pede informações ao governo sobre monitoramento de parlamentares e jornalistas
REGIÃO
Dupla é presa por estelionato em Corumbá
IPC registra alta de 0,86% na segunda semana de janeiro
MEDIDA PROTETIVA
Homem é preso em Dourados após ameaçar matar a ex-esposa

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163