Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
REGIÃO

Produtores de leite querem mudanças na nota eletrônica, destaca Renato Câmara

07 setembro 2017 - 10h15

Os produtores de leite da região do Vale do Ivinhema solicitaram mais flexibilidade e alternativas por parte do governo do Estado quanto a obrigatoriedade de emissão da nota fiscal eletrônica do produtor rural. O assunto foi amplamente debatido nesta terça-feira (5) entre produtores, lideranças, técnicos, associações e representantes de órgãos estaduais e federais, prefeitos e vereadores da região durante a audiência pública "Implantação da nota fiscal eletrônica do produtor rural e seus desafios", realizada na Câmara de Vereadores de Nova Andradina.

O evento foi uma proposição do deputado estadual Renato Câmara (PMDB), que têm liderado às discussões sobre o tema na Assembleia Legislativa. O deputado, inclusive, vai encaminhar nos próximos dias um documento com os principais encaminhamentos debatidos na audiência pública ao governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). Entre reivindicações apresentadas pelos produtores da região estão a utilização alternativa de outro documento, como o CPF (Cadastro da Pessoa Física), por exemplo, para emissão da nota eletrônica, tendo em vista a dificuldade do produtor para emitir a Inscrição Estadual devida falta de documentos que comprovem a posse da terra. Eles também pedem que a nota fiscal emitida pelos laticínios passe a ser um documento válido para comprovação do produtor na modalidade de "Produtor leiteiro".

Renato Câmara destacou que são os pequenos produtores os que mais sofrem com a questão da nota eletrônica. Além da dificuldade de emissão por conta da pouca habilidade com a informática, há locais onde a internet não chega. "Esse assunto vem afetando mais de 230 mil famílias no Estado. Sabemos que a nota fiscal auxilia no desenvolvimento, mas temos que destacar que temos pontos positivos e negativos, e são os negativos que nos trouxeram até aqui. Para quem está familiarizado com a tecnologia e tem uma boa internet pode facilitar, mas há locais que a internet não chega. Foi uma audiência pública muito produtiva, com resultados concretos e demandas que vamos encaminhar ao Estado para facilitar e melhorar a vida dos produtores de leite", concluiu Renato Câmara.

Já o secretário de meio ambiente e desenvolvimento integrado de Nova Andradina, Hernandes Ortiz, lembrou das dificuldades enfrentadas pelos pequenos produtores. "O Governo do Estado deveria ter ouvido o produtor e muito prejuízo teria sido evitado. Nós queremos que nossos agricultores familiares vendam, e que seja dentro da formalidade, mas desejamos o auxílio do governo ao agricultor. É necessário investir neste processo. O Poder Executivo tem que possibilitar condições para esse produtor que não tem acesso à internet e esperamos que possamos avançar na solução deste problema", avaliou.

Já o prefeito de Novo Horizonte do Sul, Marcílio Benedito, destacou as dificuldades enfrentadas pela agricultura familiar para se adaptar a normativa, destacando que o governo preciso criar mecanismo menos burocráticos para facilitar a vida do produtores no momento da emissão da nota eletrônica. "É um caminho que temos que trilhar, mas criou-se um problema para o produtor com a nota fiscal eletrônica porque a grande maioria não tem acesso à internet. Temos que criar um mecanismo que seja de fácil acesso para o agricultor familiar", falou.


Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro edita MP que isenta conta de luz para moradores do Amapá
NOVA ANDRADINA
Polícia Civil destrói 822 quilos de drogas no Vale do Ivinhema
REGIÃO
Startup-se Bioeconomia reúne jovens para identificar oportunidades
CAPITAL
Dependendo de moto para trabalhar, família tem veículo furtado
JUDICIÁRIO
STF adia decisão sobre remarcação de concursos por crença religiosa
Sobe para 41 o número de mortos em acidente no interior de São Paulo
UEMS
Thiago, de 21 anos, pesquisa as potencialidades da Guabiroba-verde
BONITO
Polícia apreende maconha com ciclista em estrada vicinal
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas da Mega-Sena com prêmio de R$ 3 milhões
CAPITAL
Três são presos por sequestro, tortura e morte de "Carequinha"

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
ENTERPRISE
Operação contra tráfico internacional de cocaína cumpre mandado de prisão em Dourados
CAPITAL
Funcionária de restaurante é presa em flagrante após furtar dinheiro do caixa
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia