Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
(67) 99659-5905
VALOR ALTO

Procon Estadual notifica “estampadoras” a justificar preços das placas Mercosul

03 fevereiro 2020 - 10h47Por Da Redação

Tendo em vista que a utilização das placas de identificação veicular, obedecendo o modelo “Mercosul”, passa a ser exigida em Mato Grosso do Sul a partir desta segunda-feira (3/2), a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) realizou pesquisa no sentido de verificar ocorrência de abusos na fixação de preços para aquisição dos referidos equipamentos, bem como a comprovação de credenciamento das empresas junto ao Detran/MS.

Além disso, diante de indícios de irregularidades e por determinação do governador Reinaldo Azambuja, o Procon Estadual exercerá fiscalização intensa junto às “estampadoras”, empresas credenciadas à produção das placas, visando evitar prejuízos aos consumidores.

Nesse sentido, o Procon Estadual notificou as quatro empresas a prestarem esclarecimentos a respeito dos valores cobrados e da qualidade dos serviços, atendendo, inclusive, a denúncias de consumidores que já chegaram ao órgão estadual.

As empresas notificadas, diante de indícios de ocorrência de infrações contra as relações de consumo, dispõem de prazo de dez dias corridos a contar da data imediatamente posterior ao recebimento da notificação, para apresentação de explicações detalhadas quanto aos componentes na formação dos preços dos serviços.

A substituição das placas passa a ser obrigatória nos casos de primeiro emplacamento, mudança de categoria, transferência de titularidade, mudança de unidade federativa, roubo, furto, dano ou extravio da placa. Em Mato Grosso do Sul seis empresas estão credenciadas para realizar o serviço, sendo quatro na Capital e duas em cidades do interior (Dourados e Três Lagoas).

Os valores verificados são bastante próximos em todas as estampadoras, variando entre R$ 140,00 a R$ 150.00 por unidade de placa, ou seja 7,14% de diferença em alguns casos. Entretanto, levantamentos realizados em outros estados demonstra que, por aqui, os preços são mais elevados.

Enquanto no Estado os valores oscilam entre R$ 280,00 a R$ 300,00 no Paraná a variação vai de R$ 160,00 a R$ 200,00; no Mato Grosso vai de R$ 200,00 a R$ 230,00, em Santa Catarina os custos são de R$ 200,00, no Rio de Janeiro de R$ 179,00 e São Paulo R$ 250,00. As placas são classificadas por categorias: colecionador, comercial, diplomático, experiência, oficial, particular, além das específicas para motocicletas. Nesses casos a identificação obedece a cores diversas. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV DOURADOS NEWS
Nós precisamos de mais mulheres na política, diz presidente do PTB Mulher em Dourados
NAVIRAÍ
PF apreende maconha em fundo falso de carreta
BR-267
Acidente entre utilitário e caminhão deixa três mortos em MS
MELHORIAS
Como a economia compartilhada ajuda os atuais negócios?
DOURADOS
Audiência Pública nesta quinta vai debater a LDO 2021
ASSEMBLEIA
CPI da Energisa prevê retomada dos trabalhos em setembro
BRASIL
Reabertura das agências do INSS é adiada para dia 3 de agosto
BELA VISTA
Homem é multado por desmatar área de vegetação
BRASIL
Entregadores de aplicativos pedem legislação específica para categoria
MATO GROSSO DO SUL
Loja deve indenizar por forçar pagamento de produto não adquirido

Mais Lidas

DOURADOS
Decreto vai mandar fechar bares e academias por 10 dias
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados
DOURADOS
Publicado, decreto que fecha bares e academias por 10 dias poderá ser prorrogado
DOURADOS
Após trégua, frio intenso deve voltar até o final de semana