Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
ORDEM DO DIA

Prioridade no atendimento a quem tem fibromialgia segue à promulgação

03 dezembro 2019 - 14h35Por Da Redação

Os deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) analisaram nove proposições durante a Ordem do Dia de hoje, entre elas dois vetos do Poder Executivo, em discussão única. O Processo 127/2019  de veto total ao Projeto de Lei 104/2019, de autoria do deputado Pedro Kemp (PT), que altera dispositivos da Lei 3.530, de 24 de junho de 2008, que dispõe sobre prioridade de atendimento às pessoas que especifica, foi rejeitado e a matéria segue à promulgação pela Casa de Leis.

O deputado estadual Pedro Kemp, autor da matéria, justificou sua proposição. “Chamo a atenção para o relatório feito pelo deputado Gerson Claro, pela rejeição do veto total do Executivo, e acompanhado pelos demais membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação [CCJR]. Meu projeto é apenas uma emenda a uma lei já existente sobre o atendimento preferencial, em que os idosos, grávidas e crianças de colo já são contemplados. Estamos incluindo então as pessoas portadoras de fibromialgia. Não entendo o veto do governo estadual já que não causa despesa para ninguém”, registrou.

Gerson Claro também falou sobro o parecer emitido pela CCJR. “Quero parabenizar o deputado Pedro Kemp pela iniciativa de ter elaborado este projeto de lei, já que essa doença é grava e atualmente já trouxe uma série de decisões juidiciais que concedem aposentadoria ao portador de Fibromialgia. Eles devem ser tratados diferentes, pois são realmente diferentes”, relatou o parlamentar.

O Processo 172/2018 também foi analisado pelos parlamentares. Trata-se do veto parcial ao Projeto de Lei 130/2018, de autoria do deputado Pedro Kemp (PT), que dispõe sobre a proibição de fornecimento de canudos confeccionados em material plástico, em âmbito estadual. Por maioria, o veto parcial foi mantido e esse processo segue ao arquivo.

Em primeira discussão, o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 2/2019, de autoria dos deputados Zé Teixeira (DEM), 1º secretário da Casa de Leis e Coronel David (PSL), foi analisado e aprovado. A matéria segue agora à segunda discussão e votação em Plenário  A PEC recebeu parecer favorável por maioria da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

A matéria, que altera o parágrafo 9º, do artigo 27 da Constituição Estadual, amplia a proibição de designação para função de confiança ou a nomeação para emprego ou cargo efetivo em comissão pessoas que pratiquem violência doméstica e familiar contra a mulher, contra a dignidade sexual de criança ou adolescente, e também de crime praticado contra o idoso, desde a condenação até o transcurso do prazo de oito anos após o cumprimento da pena.

Em redação final, também de autoria do deputado Zé Teixeira, foi aprovado o Projeto de Lei 103/2018, que denomina Claudio Sabino Carvalho o trecho da Rodovia MS-141, dentro das limitações do município de Naviraí, a partir do Rio Curupaí. A matéria segue agora à sanção do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Segunda discussão

Os quatro projetos pautados para a análise dos deputados estaduais em segunda discussão foram aprovados. Dois deles são de autoria do deputado Evander Vendramini (PP). O Projeto de Lei 227/2019, que revoga as leis que especifica, compreendidas entre os anos de 1979 e 1984. A matéria tem o objetivo de retirar do ordenamento jurídico estadual aquelas que já estão em desuso ou que foram tacitamente revogadas, mas que, por essa condição, ainda trazem insegurança jurídica. Já o Projeto de Lei 248/2019 inclui no Calendário Oficial de Eventos do Estado, o dia 13 de junho de cada ano, como o Dia do Padroeiro do município de Campo Grande, em comemoração ao dia de Santo Antônio de Pádua. Ambas propostas seguem à sanção do Poder Executivo.

Ainda em segunda discussão foi aprovado o Projeto de Lei 199/2019, de autoria do deputado Antônio Vaz (Republicanos), que institui a Semana do Economista no Estado de Mato Grosso do Sul, e o Projeto de Lei 219/2019, de autoria do deputado Lucas de Lima (Solidariedade), que institui a Semana Estadual de Conscientização, Prevenção e Combate à Prática de Queimadas Urbanas. As matérias também seguem para a sanção do Governo do Estado.

Por fim, antes pautado para a segunda discussão, estava o Projeto de Lei 277/2019, de autoria do Poder Judiciário, que modifica e acrescenta dispositivos à Lei 1.511, de 5 de julho de 1994, que estabelece o Código de Organização e Divisão Judiciárias do Estado de Mato Grosso do Sul. Entretanto, a matéria recebeu emendas e então analisada ainda em primeira discussão e votação, sendo aprovada. Segue agora para votação em segunda discussão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Enem: estudantes têm até 1º de outubro para inserir foto no cadastro
FUTEBOL
Clássico carioca define quem avança para as oitavas da Copa do Brasil
PANDEMIA
Com 92 mortes por coronavírus, Dourados tem 689 casos ativos da doença
AQUIDAUANA
Jovem é presa após furtar quase R$ 7 mil de idosa com quem residia
CORONEL SAPUCAIA
Veículo que seguia para o Paraná com quase 100 kg de maconha é apreendido
DOURADOS
Cobrada pelo TCE, prefeitura cancela itens de licitação suspeita de irregularidades
CONTRABANDO
Dois veículos com mercadorias ilegais são apreendidos na MS-156
INFORME PUBLICITÁRIO
Você precisa conhecer o Supermercado Pires!
FUTEBOL
Corinthians vai ao Pernambuco enfrentar o Sport pelo Brasileirão
MS-481
Carreta com 50 mil pacotes de cigarros é apreendida em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado atropela cinco pessoas que voltavam da igreja no Novo Horizonte
DOURADOS
Após bebedeira, homem é assassinado por “dar em cima” de esposa do acusado
DOURADOS
Motorista que fez 'strike' e atropelou cinco no Novo Horizonte é levado à PED
DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida