Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
NOVA ESTAÇÃO

Primavera começa e terá clima ainda mais "seco" em Dourados

22 setembro 2014 - 06h34

Thalyta Andrade

Começa hoje a primavera, estação que segue até o dia 20 de dezembro quando dará lugar ao verão. Em Dourados, o inverno foi de tempo muito seco na maior parte do período, com umidade relativa do ar inclusive ficando abaixo dos índices recomendados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em algumas oportunidades.

E o cenário deve continuar de ‘secura’ para os douradenses na estação mais florida do ano, que é historicamente chuvosa. De acordo com a meteorologista do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo, do Clima, e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), Cátia Braga, resumidamente a primavera será seca em Dourados com exceção do mês de dezembro, que deve ter volume de chuva um pouco acima da média histórica para o mês.

“Ano passado tivemos um cenário de chuva em dezembro abaixo da média histórica, mas neste ano teremos um volume um pouco acima da média. No entanto, a primavera terá setembro, outubro e novembro com baixa quantidade de chuva e baixa umidade relativa do ar. É uma estação com mais chuva que nos demais meses, entretanto temos em meio a esses períodos chuvosos os períodos de seca, que são os chamados veranicos”.

Durante a primavera, as pancadas de chuva acontecem predominantemente no final da tarde ou noite, devido ao aumento do calor e da umidade que se intensificam gradativamente no decorrer da estação. Em algumas ocasiões, podem ocorrer descargas elétricas, ventos fortes e queda de granizo. Contudo, de acordo com as informações do Cemtec/MS, aumenta a ocorrência de “complexos convectivos”, sistemas que provocam grande quantidade de chuva em períodos relativamente curtos.

Para este ano, há ainda previsão da formação do evento ‘El Niño’, que é quando as águas do Oceano Pacífico ficam mais aquecidas, o que para Mato Grosso do Sul tem como reflexo um maior bloqueio para a passagem das frentes frias.

Toda a primavera deve ficar com ocorrência de chuva abaixo das médias históricas, que em setembro é de 110 milímetros, em outubro 177,5, em novembro 171,7 milímetros e em dezembro 182,7 milímetros. “É um período com muita ocorrência de fenômenos climáticos que, por meio de vários fatores, impõem muita queda de granizo e descargas elétricas, por exemplo”, finalizou Cátia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Estado licitará asfalto para ruas do Jóquei Clube e Vila Vargas
DOURADOS
Estado licitará asfalto para ruas do Jóquei Clube e Vila Vargas
Vacinação continua nesta segunda com D2 e D3 em duas UBS's e no CCI 
DOURADOS 
Vacinação continua nesta segunda com D2 e D3 em duas UBS's e no CCI 
Caseiro é assassinado com golpe de faca em Dourados
POLÍCIA
Caseiro é assassinado com golpe de faca em Dourados
Caçador é multado por abate de dois catetos em MS
CRIME AMBIENTAL
Caçador é multado por abate de dois catetos em MS
Dourados tem domingo com novo recorde de calor no ano
CLIMA
Dourados tem domingo com novo recorde de calor no ano
DOURADOS
Cidade Universitária terá novos horários de ônibus a partir de hoje 
OBRAS
Governo acelera pavimentação de rodovias-tronco da Rota Bioceânica
INFORME PUBLICITÁRIO
União Pneus oferece o melhor em recauchutagem e consertos com pagamento facilitado
PARAGUAI
Polícia apreende mais de R$ 1 milhão em produtos contrabandeados 
ECONOMIA
Detran/MS abre visitação de 83 lotes para três leilões em andamento

Mais Lidas

'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
POLO INDUSTRIAL
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina