Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397
MATO GROSSO DO SUL

Presidente da Cassems faz alerta sobre o crescente número de casos de Covid-19

11 junho 2021 - 12h31Por Da Redação

Nesta quinta-feira (10), o novo mapa do Programa de Saúde e Segurança na Economia (Prosseguir), divulgado no Diário Oficial do Estado, colocou 43 municípios de Mato Grosso do Sul com alerta de risco extremo para Covid-19. Com isso, a capital entrou na “bandeira cinza”, com recomendação de fechamento dos serviços não essenciais. O aumento expressivo da ocupação de leitos exclusivos para tratamento de pessoas com coronavírus preocupa. O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, faz um alerta à população sul-mato-grossense sobre a importância das medidas protetivas para o enfrentamento da pandemia. 

Ayache lamenta que, após um ano e três meses de enfrentamento à Covid-19, a população siga em um quadro crítico da pandemia. “Os hospitais estão superlotados, com mais de 250 famílias no Mato Grosso do Sul aguardando por um leito de internação e esse momento se deve, infelizmente, à negligência por parte das pessoas em relação às medidas de prevenção”. 

O presidente da Cassems afirma, ainda, que é necessário combater as "fake news” relacionadas à doença. “Não acreditem em quem fala que as máscaras não são necessárias e não são eficientes. Não acreditem em quem diz que a vacinação não é o melhor caminho, pois essas são as únicas alternativas para fugir dessa pandemia”. 

Em uma lista de 20 países que ocupam 86% de todas as mortes no mundo por Covid-19, o Brasil ocupa a sétima posição, com taxa de letalidade de 7%. Conforme explica Ayache, esse dado traz muita preocupação. “Nós precisamos virar essa triste página da saúde pública brasileira e da saúde pública mundial. Mas isso depende de cada um de nós, da adoção das medidas de prevenção”. 

De acordo com o presidente, é preciso ter atenção, ainda, para a lotação dos hospitais de Mato Grosso do Sul. “Não queremos que ninguém precise de um leito de internação e bata nas portas de um hospital que não tenha vagas. Essa é uma triste e dura realidade que muitos brasileiros estão enfrentando nesse momento”. 

Ayache finaliza fazendo um chamado para a população sul-mato-grossense. “Previna-se, cuide-se, cuide dos seus familiares. Vamos cuidar de todos os brasileiros por meio da prevenção e da vacina. Nos ajudem a combater essa grave doença que acomete o Brasil e o mundo”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com mais 39 mortes, MS se aproxima de 8 mil óbitos por coronavírus
PANDEMIA
Com mais 39 mortes, MS se aproxima de 8 mil óbitos por coronavírus
ORDEM DO DIA
Aprovada prorrogação de calamidade pública em São Gabriel do Oeste
Operação contra o tráfico termina com seis pessoas conduzidas à delegacia
NARCO BRASIL
Operação contra o tráfico termina com seis pessoas conduzidas à delegacia
Os 10 carros eletrificados mais baratos do Brasil
VEÍCULOS MS
Os 10 carros eletrificados mais baratos do Brasil
Com doses da Janssen, MS vai fazer estudo de vacinação em massa na fronteira
COVID-19
Com doses da Janssen, MS vai fazer estudo de vacinação em massa na fronteira
ARQUITETURA E DESIGN
Estilo industrial: inspirações bem modernas para repaginar o lar
DEODÁPOLIS
Morto em confronto com a polícia durante operação tinha 18 anos
COMER BEM
3 sopas saborosas para aliviar o frio
BELEZA & ESTÉTICA
Mentoplastia é procedimento para remodelar o queixo; Veja
CLIMA
Dourados segue em alerta para perigo de tempestade, segundo o Inmet

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide