Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
(67) 99659-5905
EDUCAÇÃO

Pré-matrícula digital na Reme de Dourados terminam hoje

23 janeiro 2020 - 06h37Por Da Redação

Termina nesta quinta-feira, dia 23 de janeiro, o período de pré-matrícula digital destinada aos alunos que desejam ingressar na Rede Municipal de Ensino de Dourados no ano letivo de 2020 ou efetuar transferência entre unidades escolares. O prazo vale tanto para os centros de educação infantil quanto para as unidades escolares da Reme.

Conforme a Central de Matrículas, a designação será feita no dia 25 de janeiro e a matrícula no período de 27 a 30 para as escolas e de 01 a 06 de fevereiro para os Ceim’s.

Conforme Resolução da Semed (Secretaria Municipal de Educação), os interessados poderão efetuar as inscrições para as unidades escolares e centros de educação infantil no portal oficial da Prefeitura de Dourados, no endereço eletrônico www.dourados.ms.gov.br – Matrícula Digital; ou na Central de Atendimento à Matrícula, na própria Semed (Pavilhão Dom Teodardo Leitz, na Rua Coronel Ponciano, ao lado da Prefeitura), para os interessados que não possuem ou têm dificuldades em ter acesso à internet.

O candidato deverá, obrigatoriamente, indicar as opções de centro de educação infantil municipal ou unidade escolar de sua preferência, bem como o ano escolar que irá cursar. O aluno da Rede Municipal de Ensino que deseja transferir-se de centro de educação infantil municipal ou unidade escolar, também deverá fazer sua inscrição.

DESIGNAÇÃO

A designação de alunos obedecerá, respectivamente, a seguinte ordem de critérios: Para os Ceim’s, crianças em situação de abandono, de risco social e/ou que são assistidas por portadores de doenças crônicas; crianças de família de menor renda per capta; filhos de pai e mãe que trabalham, ou que exerça atividade laboral que impeça de ficar com a criança e em qualquer uma dessas situações, deverá apresentar comprovação por meio de documento próprio ou expedido pelo Cras/Assistência Social; filho de doador de sangue, comprovadamente.

Já para as unidades escolares, criança e adolescente vítima de violência doméstica ou familiar; filho de doador de sangue, comprovadamente; aluno que tenha irmão estudando na unidade escolar; aluno de menor idade.

A criança ou o aluno deverá ser designado, o mais próximo de sua residência, para o Centro de Educação Infantil Municipal ou para a Unidade Escolar.

Na inexistência de vagas, no centro de educação infantil municipal ou unidade escolar indicada, o Sistema Informatizado de Matrículas encaminhará o aluno para outro Ceim ou escola mais próxima das unidades indicadas na inscrição.

Conforme Resolução fica vedada, em qualquer momento, a matrícula de aluno novo sem que a respectiva vaga seja designada pela Central de Atendimento à Matrícula.

A estimativa de vagas para este ano passa de 24 mil para escolas e deve ultrapassar 6 mil nos centro infantis. Dourados conta com 45 escolas municipais e 38 Centros de Educação Infantil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME AMBIENTAL
Comerciante leva multa de R$ 37 mil por desmatamento em Bela Vista
BELEZA
Especialista revela o porque da procura por dentistas para realizar aplicações de botox
DIREITOS HUMANOS
Estatuto da Criança e do Adolescente ganhará versão em Libras
R$ 863 MIL
Prefeito da Capital anuncia compra de “kit prevenção” à Covid-19
ESPORTES
Sob forte chuva, Hamilton garante pole position no GP de Estíria
ESPORTES
Comitê Olímpico confirma Missão Europa na próxima sexta-feira
CORONAVÍRUS
Deputados podem votar projeto de indenização a profissionais de saúde na terça
PANDEMIA
Surto de Covid-19 nas Américas está longe de acabar, dizem cientistas
JUSTIÇA
Ronaldinho Gaúcho tem recurso negado e segue preso no Paraguai
PMA
Pescadores de São Paulo são autuados por crime ambiental em MS

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
PANDEMIA
Em dia com quase 100 novos casos, Dourados tem mais uma morte por coronavírus
PANDEMIA
Pesquisadores veem medidas sem efeito e sugerem lockdown em Dourados