sexta, 12 de julho de 2024
Dourados
11ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Prazo para adesão ao Refis com desconto de até 95% começa nesta segunda

16 outubro 2017 - 06h12Por Da Redação

Os contribuintes com débitos de ICMS, IPVA e ITCD (Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação) podem aderir ao Refis, o Programa de Regularização Fiscal do Estado, a partir desta segunda-feira, dia 16 de outubro. O prazo segue até o dia 15 de dezembro deste ano e o desconto pode chegar a 95% na multa e juros, no caso das empresas cadastradas no Simples Nacional.

O Refis foi instituído pela Lei 5.071 sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja e publicada no O Diário Oficial do Estado (DOE) do último dia 6. De acordo com a Lei, no caso do contribuinte tradicional que tenha dívida de ICMS de fatos geradores ocorridos até 30 de abril deste ano, o benefício é o desconto de 90% na multa e juros caso pague à vista. Se parcelar entre duas a seis vezes mensais, a redução é de 75% da multa e dos juros; de sete a 18 parcelas, desconto de 60% na multa e juros e de 19 a 36 vezes 50% de desconto na multa e juros. A regra vale para débitos inscritos ou não em Dívida Ativa.

No caso das empresas do Simples Nacional, se a opção for pelo pagamento em uma única vez, o desconto é de 95% na multa; em duas a seis vezes, 80% de redução da multa; de sete a 15 parcelas mensais e sucessivas 65% de desconto na multa e de 16 a 30 parcelas 55% de redução na multa.

Os proprietários de veículos terão duas opções para pagar o IPVA vencidos até 31 de dezembro de 2016. Se pagar em até duas parcelas mensais, tem redução de 90% da multa e juros; de três a seis vezes, redução de 75% da multa e juros incidentes sobre o débito. No artigo 15 da lei, está descrito que “não serão concedidas formas excepcionais de pagamento de débitos para com a Fazenda Pública pelo prazo de quatro anos contados da data da publicação desta Lei”.

O governador Reinaldo Azambuja tem lembrado que o Refis, embora seja do Estado, vai beneficiar também os municípios. “Os municípios são sócios em 25% do ICMS e de 50% do IPVA”, destacou. A expectativa do governo é recuperar pelo menos R$ 100 milhões de ICMS, IPVA e o ITCD.

Os débitos relativos ao Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação (ITCD) sobre os fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2016 poderão ser liquidados da seguinte forma: até duas parcelas mensais e sucessivas, redução de 90% da multa e juros; de três a seis parcelas, desconto de 75% da multa e juros correspondentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Selecionadas as 10 canções finalistas do III Festival da Canção das Escolas Estaduais de MS
HAPPY HOUR

Selecionadas as 10 canções finalistas do III Festival da Canção das Escolas Estaduais de MS

Câmara dos Deputados aprova PEC e partidos políticos terão 'Refis' para dívidas
EM BRASÍLIA

Câmara dos Deputados aprova PEC e partidos políticos terão 'Refis' para dívidas

MONITORAMENTO ILEGAL

Assessores da Abin paralela produziam dossiês falsos; veja 5 pontos

TRÊS LAGOAS

Menina de 10 anos conta para professora que foi estuprada por tio

Projeto de MS pela paz no trânsito é reconhecido nacionalmente
DETRAN/MS

Projeto de MS pela paz no trânsito é reconhecido nacionalmente

FISCALIZAÇÃO 

Agems facilita viagem segura nas férias com tecnologia e informações

SAÚDE 

Pesquisa mostra presença de álcool em pães de forma

SOLIDARIEDADE

Michel Teló faz show solidário hoje em prol do Hospital de Amor

PONTA PORÃ

Ministra anuncia Casa da Mulher Brasileira na região de fronteira

DOURADOS

Arraiá Universitário da UFGD começa nesta sexta-feira

Mais Lidas

DOURADOS

Ministro admite atraso e prevê projeto de novo terminal do Aeroporto concluído até fim de julho

MS

Inscrições para o Curso de Libras EAD Nível I do 2º Semestre abrem dia 15 de julho

GESTÃO

Em Brasília, Alan assina contrato e aeroporto será administrado pela Infraero 

DOURADOS

Corpo de liderança indígena será sepultado na tarde desta quinta-feira