Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905
PANDEMIA

Política de atenção à saúde mental das vítimas da Covid-19 pode ser instituída em MS

25 novembro 2020 - 14h19Por Da Redação

Mato Grosso do Sul pode ter Política Estadual de Atenção à Saúde Mental das Vítimas da Covid-19. É o que prevê o Projeto de Lei 218/2020, de autoria do deputado Marçal Filho (PSDB), ao propor que o Sistema Único de Saúde (SUS) será responsável pela implementação e execução das ações e serviços a serem oferecidos às vítimas do novo coronavírus no Estado.

Conforme o projeto, apresentado esta semana na Assembleia Legislativa, para a execução das ações e serviços será utilizada os recursos humanos, equipes multidisciplinares e materiais que, de forma direta ou indireta, já estejam à disposição do SUS, além de outros que poderão ser contratados. Já o atendimento a vítima da Covid-19 poderá ser realizado presencialmente ou à distância, de acordo com o regramento específico de cada modalidade.

A política a ser implementada também contará com a realização de campanhas de conscientização acerca da importância da assistência à saúde mental das vítimas da Covid-19 que necessitem deste tipo de atendimento. As campanhas trarão orientações sobre medidas para o enfrentamento de sentimentos como medo e estresse, e estratégias de cuidado em saúde mental.

Ao apresentar o projeto, Marçal Filho justificou que a pandemia da Covid-19 pode ser descrita como uma crise, a qual tem se caracterizado como um dos maiores problemas de saúde pública internacional das últimas décadas.

“Isso traz sensação de insegurança em todos os aspectos da vida, da perspectiva coletiva à individual, do funcionamento diário da sociedade às modificações nas relações interpessoais. Devemos intensificar a preocupação com a saúde mental da população devido a essa grave crise social originada com a pandemia do novo coronavírus”, destacou o deputado.

Se a proposta receber parecer favorável à sua tramitação na Casa de Leis pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), sendo aprovada também nas votações em plenário, torna-se lei e entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial Eletrônico do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Inscrições para intercâmbio no STF são prorrogadas até dia 22
BRASIL
Inscrições para intercâmbio no STF são prorrogadas até dia 22
Jovem é multado em R$ 5 mil após flagrante de papagaio em cativeiro
MS
Jovem é multado em R$ 5 mil após flagrante de papagaio em cativeiro
BRASIL
STJ mantém sessão do júri para julgar professor universitário acusado de matar diretor a machadada
Granja em Rio Verde recebe primeiras 600 matrizes de suínos e consolida projeto de expansão do setor
MS
Granja em Rio Verde recebe primeiras 600 matrizes de suínos e consolida projeto de expansão do setor
Força-tarefa da AGU já atuou em mais de 50 ações contra o Enem
BRASIL
Força-tarefa da AGU já atuou em mais de 50 ações contra o Enem
SEGURO
Susep anuncia Caixa Econômica Federal como novo gestor do DPVAT
BRASIL
Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas
CLIMA
Dourados teve chuva em mais da metade da quinzena e mantém alerta
DOURADOS 
Licitação prevê R$ 1,4 milhão por serviço médico especializado em cirurgia geral no HV
BRASIL
STJ suspende cumprimento de pena pelo princípio da insignificância

Mais Lidas

BR-163
Homem morre após colidir carro de passeio contra caminhão
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
SIDROLÂNDIA
Flagrada invadindo residência, mulher é amarrada em árvore por populares
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas