Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CONFLITO

Policiais federais são colocados em cárcere privado por indígenas em MS

29 novembro 2017 - 17h20Por Da Redação

A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) saiu hoje, através de nota oficial, em defesa de proprietários rurais da região do Nabileque, no Pantanal, para denunciar que indígenas da etnia kadiwéu estão fazendo uma série de incursões por propriedades nas redondezas da fazenda Baía da Bugra, para forçar produtores rurais a abandonarem a região e retirar o gado. 
 
O clima de tensão aumentou essa semana quando ontem houve perseguição e prisão de dois policiais federais que estavam em diligência nas proximidades.

Inclusive o cacique Joel Vergilio Pires publicou em sua página no Facebook imagens da prisão dos federais, exibindo como troféu suas armas e distintivos, tudo acompanhado de um texto desafiando as autoridades: "Estão aqui polícias federais presso com os guerreiro kadweu só saian da qui com a presença da empresa, ministério público e funai". (sic). As imagens e o texto foram depois deletados da página, mas o conteúdo já havia se espalhado pelas redes sociais.
 
Para vários veículos de imprensa a Funai (Fundação Nacional do Índio) informou que o ocorrido não tinha passado de um mal entendido. 
 
Segundo informações da própria Polícia Federal, segundo a Acrissul, os agentes estavam realizando diligências na região quando foram surpreendidos pelos indígenas. Os agentes já foram liberados e a PF vai abrir um inquérito para investigar a responsabilidade pelo cárcere privado.

Informações de proprietários de terras da região do Nabileque é de que já são cinco fazendas invadidas e outras 12 sob ameaça constante de invasão. Apesar de promessas feitas pela Funai a veículos de imprensa de que os indígenas sairiam da região na sexta-feira passada, 24, até o presente momento nada foi cumprido. 
 
É de se reforçar ainda que um automóvel do Ibama foi de fato utilizado nas operações de invasão pelos indígenas. Informações indicam que há pelo menos 130 invasores  na região ocupando e ameaçando os produtores rurais com novas ocupações.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Homem esfaqueia marido da ex por não aceitar fim de relacionamento
OBSERVATÓRIO DO CLIMA
Fundo Amazônia tem R$ 2,9 bilhões paralisados pelo governo Bolsonaro
MEIO AMBIENTE
Dois são autuados por derrubada de árvores para exploração de madeira
EDUCAÇÃO
Sesi/MS oferece aulão online gratuito preparatório para o Enem
CASSILÂNDIA
Cliente não paga conta de bar e atira contra o comerciante
EVENTO
VI Encontro Estadual de Juízes dos Juizados Especiais será em novembro
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é preso com pescado abaixo da medida e acima da cota
ESPORTE
Piso no Guanandizão para a Supercopa de Vôlei começa a ser montado
TRÁFICO
Polícia Federal prende mecânico com 85 quilos de cocaína em Dourados
OPERAÇÃO SERÁ
Polícia tenta localizar possíveis músicas inéditas de Renato Russo

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados