Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CLIMA FAVORÁVEL

Plantio de soja da safra 2017/2018 é concluído em MS

08 dezembro 2017 - 08h45Por Da Redação

O plantio de soja da safra 2017/2018 em Mato Grosso do Sul está concluído, de acordo com a Circular Técnica n° 238 do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio). As informações, divulgadas pela Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), apontam que, de forma geral, o desenvolvimento das lavouras está satisfatório, as plantas aparentam estar bem nutridas e o clima é favorável para seu desenvolvimento.

Na região norte, que compreende os municípios de Sonora, Costa Rica, Chapadão do Sul e Pedro Gomes, atualmente o manejo do capim amargoso e buva tem sido de difícil controle. Em relação às pragas, há registro de lagartas entre média e alta incidência, e percevejo entre baixa e média incidência. Não há ocorrência de doenças na região no momento. Mas, apesar dessas ocorrências de pragas e plantas daninhas, o desenvolvimento da cultura segue com normalidade.

Em áreas do sudoeste de Mato Grosso do Sul, nas cidades de Maracaju, Sidrolândia, Anastácio, Bonito e Jardim, há manifestação das mesmas plantas daninhas e alguns produtores estão fazendo controle com capina manual e arranquio. Há baixa incidência de lagartas e alta incidência de percevejo, mas sem manifestação de doenças. Mesmo com a alta incidência de percevejo no momento, as lavouras aparentam estar bem nutridas e o clima é favorável para seu desenvolvimento.

Desenvolvimento 


Na área que compreende os municípios de Bandeirantes, Jaraguari, São Gabriel do Oeste, Rochedo e Nova Alvorada do sul, centro do estado, além do capim amargoso e da buva registrados também ao norte, há incidência de capim pé de galinha, que também tem sido de difícil controle. No que diz respeito às pragas, há baixa ocorrência de caramujo e percevejo, e média incidência de lagartas. Não há registro de doenças no momento.

Ao sul do estado, nos municípios de Rio Brilhante, Itaporã, Douradina e Dourados, as plantas daninhas também têm dado trabalho no manejo, e há baixa incidência de lagartas, percevejo e pulgão, assim como de doenças. A mesma realidade se repete no sudeste de Mato Grosso do Sul, nas cidades de Jateí, Novo Horizonte do Sul, Iguatemi e Mundo Novo. Mesmo assim, as lavouras também aparentam estar bem nutridas e o clima tem contribuído para o desenvolvimento das plantas.

Na região de fronteira, ao sul, que compreende Laguna Carapã, Ponta Porã e Aral Moreira, foi registrada a presença de capim amargoso e buva, com incidência entre baixa e alta; e com manejo de difícil controle. A ocorrência de pragas é baixa, tanto de lagartas, cigarrinha, pulgão e percevejo. Não há ocorrência de doenças na região no momento e as lavouras também continuam se desenvolvendo bem e com clima favorável.

Estimativas

Para a 1ª safra de soja 2017/2018, a estimativa da Aprosoja/MS é que o estado tenha área de 2,5 milhões de hectares e alcance volume de grãos de 8,3 milhões de toneladas e produção total, com produtividade projetada na média de 54,0 sc/ha. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Boletim inclui 179 novas notificações por dengue em uma semana
ARTIGO
A difícil jornada matrimonial!
ECONOMIA
Sancionada lei de incentivos fiscais para montadoras de veículos
PANDEMIA
Dourados registra 85 casos de Covid e mantém alta em média de confirmações
CIDADE MAIS SEGURA
Com apoio de helicóptero, PM inicia operação e mira regiões críticas de Dourados
TRÁFICO
Polícia Civil incinera mais de meia tonelada de drogas em Nova Andradina
ANTÔNIO JOÃO
Mulher é multada por criar porco do mato no quintal de residência
MATO GROSSO DO SUL
Fundação de Cultura prorroga inscrições de três editais até segunda-feira
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização
BRASIL
Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade