Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
DEBATE

Pesquisadores de MS se reúnem para discutir os rumos da pesquisa na área da saúde

04 dezembro 2019 - 12h50Por Da Redação

Pesquisadores da área da saúde de todas as instituições de Mato Grosso do Sul se reuniram na última semana para discutir os eixos e linhas prioritárias de pesquisa a serem desenvolvidos nesta área durante os próximos anos. 

O encontro fez parte da Oficina de Prioridades do Programa PPSUS, programa voltado à implantação e fomento de pesquisas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O PPSUS é uma ação do Ministério da Saúde por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia, em parceria com o CNPq, Ministério de Ciência e Tecnologia, Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul e Fundect.

No encontro, pesquisadores e secretaria estadual de saúde definiram três eixos norteadores para as pesquisas científicas durante os próximos anos: Redes de Atenção à Saúde, Saúde nas Fronteiras e Vigilância em Saúde. Dentro destes eixos foram sinalizadas e definidas a realização e fomento de mais pesquisas nas áreas de saúde mental e prevenção ao suicídio; estudos sobre a mortalidade materna e infantil em populações vulneráveis (indígenas, quilombolas, ciganos, ribeirinhos e pessoas com deficiência); estudos sobre obesidade, hipertensão e diabetes; saúde na fronteira; agrotóxicos e a saúde das pessoas; estudos sobre violência doméstica; fatores que dificultam a adesão vacinal; além de pesquisas sobre doenças emergentes como a zica e a chicungunha e doenças reemergentes como o sarampo, que mesmo tendo sido considerada erradicada há alguns anos, atualmente vem registrando um aumento no número de casos devido à baixa adesão da população à vacinação.

A Coordenadora Nacional do PPSUS, Marge Tenório, participou do encontro com os pesquisadores e explicou os próximos passos do programa. “ Com as linhas temáticas definidas, será lançada em 2020 uma chamada pública para os pesquisadores do Estado inscreverem suas propostas, e se aprovados, dar início às pesquisas. Um investimento de cerca de 750 mil reais, sendo 500 mil do Ministério da Saúde e 250 mil do Governo do Estado, visando contribuir com a melhoria da saúde da população de Mato Grosso do Sul, afirmou Marge.

O diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira, destacou a importância do encontro, a definição das linhas de pesquisa e do investimento do Ministério da Saúde.

“Ficamos muito animados com a participação dos pesquisadores e das equipes da Secretaria Estadual de Saúde no alinhamento das ações e eixos temáticos. Em 2020 lançaremos a 7ª edição do PPSUS no Estado, programa este que tem sido fundamental para o desenvolvimento de pesquisas em grande parte das universidades e institutos de pesquisa de MS”, avalia Márcio.

A Fundect é a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia em Mato Grosso do Sul; é uma fundação do Governo do Estado e está vinculada à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Atualmente cerca de 300 projetos de pesquisa e inovação estão vigentes com recursos da Fundação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Homem é encontrado morto com tiro no pescoço em bairro da Capital
BRASIL
Presidente Bolsonaro sanciona lei que amplia uso de assinatura digital
MARACAJU
Polícia apreende mais de 500 quilos de maconha em veículo abandonado
MS
Investigação aponta fazendas onde começou incêndio gigantesco no Pantanal
ANTÔNIO JOÃO
Casal é preso na região de fronteira com 126 quilos de cocaína
UEMS
Publicado Edital da Segunda Edição do Auxílio para Acesso à Internet
CAPITAL
Motorista que levou dois tiros foi atacado em local conhecido como "Buracão"
PARQUE
Ação conjunta vai resgatar animais silvestres na área atingida pelos incêndios
BONITO
Indígenas "fecham" unidade da Funai em protesto contra nomeação
TJ/MS
Justiça permite troca de sobrenome de infantes para homenagear avô

Mais Lidas

DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida
PARANÁ
Traficante Elias Maluco é encontrado morto em presídio federal
PEDRO JUAN
Terror na fronteira: três veículos de luxo são incendiados em pontos distintos
PANDEMIA
Prefeitura e MPE entram em acordo para retorno das aulas presenciais na rede privada