Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
PREMATURO

Mulher dá à luz no interior de loja de produtos infantis, bebê passa bem

05 março 2016 - 16h00

"Eu só chorei. Fique preocupado e com medo que alguma coisa acontecesse. A gente só esperava o nascimento dela para o dia 21, e seria uma cesárea", afirmou Egevanildo Rodrigues, 38 anos, pai da bebê que nasceu na manhã deste sábado, dia 05 de março, com pressa e de forma inusitada. Heloísa nasceu dentro de uma loja de móveis e roupas para crianças, localizada na Rua 14 de Julho, no centro de Campo Grande.

Com previsão de nascer somente dentro de 16 dias, Heloísa acabou nascendo enquanto os pais e o irmão, Henrique de 4 anos, faziam as últimas compras para esperar pela chegada dela. A mãe, Eliane Cruz da Silva, 37 anos, começou a sentir as dores do parto quando entrou na loja, mas decidiu manter a programação – comprar o que precisava – para então ir ao médico. "Eu percebi que ela não estava bem, com dor. Eu disse que ela ia ganhar bebê, mas mesmo assim ela quis terminar as compras", disse a vendedora Maria Leonidas, que trabalha na loja há seis anos.

Após o parto Eliane foi transferida para a Maternidade Cândido Mariano, onde Egevanildo falou com o site Campo Grande News. Ainda sem informações sobre o peso e o tamanho da filha, mas já ciente de que as duas estavam bem, ele explicou que por ser a segunda filha do casal, as compras só puderam acontecer agora.

"Deixamos para última hora mesmo. Faltava comprar roupinha, carrinho, tinha muita coisa pra fazer. Na verdade eu tinha acabado de pagar as compras e fui buscar o carro porque minha esposa já estava com dor, mas não deu tempo de levar para o hospital e nasceu no chão da loja mesmo", disse o pai, em meio as lágrimas de alegria e susto.

Na loja, funcionários e clientes se emocionaram com a chegada de Heloísa. "Estava lotado, tinha muita gente na hora que a bebê nasceu, mas todo mundo parou para ver. Foi muito emocionante. Quando ouvimos o chorinho dela começamos a chorar e bater palmas, desabamos", afirmou a gerente Michelle Vilaça.

Mas uma série de coincidências contribuiu para Eliane tivesse o parto tranquilo, mesmo que fora de um hospital. A médica Ana Terra e a enfermeira pediátrica Aparecida Batista, que estão grávidas, estavam na loja no momento que o parto aconteceu. "Foram elas que ajudaram, mesmo depois que o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou, porque só tinha atendente na viatura. As médica e a enfermeira que fizeram tudo", disse a vendedora da loja, Cristiane Boiadeiro.

Era ela quem atendida as duas profissionais e avisou sobre o parto de Eliane. "Eu comentei com as duas que uma mulher ia ganhar neném. Elas correram para ajudar. Foi a coisa mais linda, eu vi até cortarem o cordão umbilical. E apesar da dor do parto normal a mãe saiu daqui (da loja) super bem, feliz", afirmou Cristiane.

Mãe e filha, encaminhadas para a Maternidade Cândido do Mariano, devem receber alta neste domingo, dia 05 de março.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Resultado preliminar da seleção de profissionais de saúde é divulgado
ESTADO
Resultado preliminar da seleção de profissionais de saúde é divulgado
"Boca de fumo" é fechada e mulher presa suspeita de tráfico de drogas
RIBAS DO RIO PARDO
"Boca de fumo" é fechada e mulher presa suspeita de tráfico de drogas
Em alerta para chuvas intensas, Dourados já supera 160 milímetros
CLIMA
Em alerta para chuvas intensas, Dourados já supera 160 milímetros
Mulher é presa carregando 20 kg de maconha em ônibus na MS-164
MARACAJU
Mulher é presa carregando 20 kg de maconha em ônibus na MS-164
Foragido da justiça é preso após investigação de furto de celular
DOURADOS
Foragido da justiça é preso após investigação de furto de celular
SAÚDE
HC tem linha de cuidado completa para atendimento de doenças cardíacas
ATO SIMBÓLICO
Dourados começa vacinação contra Covid-19 entre profissionais de saúde na Vila Índio
DOURADOS
Transferências correntes garantiram R$ 10 milhões ao município na quinzena
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes