Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
POLÍTICA

Para negar ‘choque fiscal’, Dilma usa dados errados sobre dívida pública

26 setembro 2014 - 17h55

Uol

A presidente e candidata Dilma Rousseff se valeu de dados errados sobre a dívida pública para negar a necessidade de um “choque fiscal”, ou seja, de um corte amplo e imediato nos gastos do governo.

Na argumentação da petista, a medida é desnecessária porque o governo brasileiro teria uma das menores dívidas do mundo, como proporção da economia do país.

“O Brasil tem uma das menores dívidas líquidas sobre Produto Interno Bruto do mundo, 34%. Todo o resto do mundo, tirando uns seis países, tem dívidas líquidas acima de 100% ou perto de 100%”, disse Dilma nesta quinta (25).

A dívida pública líquida -ou seja, descontando os valores dos créditos que os governos têm a receber- brasileira equivale a 35,1% do PIB, segundo os dados de julho do Banco Central. É na comparação com o resto do mundo que a presidente comete o equívoco mais grosseiro.

Dívida líquida é um conceito pouco utilizado na economia global. Na base de dados do FMI (Fundo Monetário Internacional), apenas 99 países calculam o indicador. Desses, 41 têm dívida igual ou menor que a do Brasil.

E apenas 9 têm dívida na casa dos 100% do PIB ou mais: Antígua e Barbuda, Cabo Verde, Grécia, Granada, Irlanda, Itália, Japão, Líbano e Portugal.

O conceito mais utilizado internacionalmente é o de dívida bruta (total), para o qual o FMI tem dados sobre 178 países. Nessa lista, são 16 os que têm dívida semelhante ou superior ao PIB. A brasileira, estimada em 66,7%, é a maior entre os principais emergentes.

Informações erradas à parte, o arrazoado de Dilma omite que o mais preocupante na dívida pública do país não é o tamanho -é o custo.

União, Estados e municípios pagam a cada ano o equivalente a 5% do PIB em juros, uma proporção raríssima no mundo. Levantamento com dados de 2011 apontou que só Grécia e Líbano pagavam mais em encargos da dívida pública.

Deixe seu Comentário

Leia Também

União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
TRT-MS
Juiz Tomás Bawden toma posse como desembargador do Trabalho na segunda-feira 
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
FLAGRANTE
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
ESTADO
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista
JUSTIÇA DO TRABALHO
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista
ECONOMIA
Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas
DOURADOS
Projeto de esporte e lazer retorna ao Antenor Martins e quadras são revitalizadas
FRONTEIRA 
Carga de maconha escondida em postes de concreto supera 2 toneladas
MS-156
Motorista fica preso dentro de veículo após capotamento em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Multivacinação de crianças e adolescentes inicia semana que vem

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'