Menu
Busca quinta, 22 de abril de 2021
(67) 99257-3397
POLÍCIA

Pai acusado de "roubar" crianças já havia registrado denúncia contra mãe

01 março 2021 - 19h35Por Da Redação

O advogado de 44 anos, acusado de sequestrar as duas filhas de 10 e 7 anos no Rio de Janeiro, já havia registrado boletim de ocorrência contra a mãe das meninas em fevereiro. De acordo com a delegada Franciele Candotti, da Depca (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente), as crianças passaram por depoimento especial e foi instaurado procedimento por injúria contra a mãe.

Antes da mulher, autônoma de 35 anos, vir até Campo Grande com mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça do Rio de Janeiro e de Mato Grosso do Sul, o advogado foi até a Depca relatando ter ouvido reclamações das crianças, conforme explicado por Candotti. “As meninas passaram pelo setor, prestaram depoimento especial e confirmaram as agressões verbais feitas pela genitora”, diz.

Conforme explicado pela delegada, as crianças relataram que a mãe gritava, as xingava, além de expressarem medo de retornar à casa no Rio de Janeiro. “Em nenhum momento as crianças narram crime contra ele [o pai], na verdade falam de crime em relação à genitora”, Candotti explica.

Já tendo se mudado para Campo Grande no início de 2021 com as meninas, o pai também as matriculou em escola na Capital. Na semana passada, após o advogado ser internado com covid-19 em estado grave, a avó paterna das crianças foi até a Depca ao lado da tia paterna e uma advogada. De acordo com a delegada, a avó relatou que iria pedir guarda provisória por não saber quanto tempo o pai das meninas iria ficar internado.

Segundo o site Campo Grande News, todo o procedimento contra a mãe foi instaurado e encaminhado para o Rio de Janeiro, já que o crime relatado pelas crianças ocorreu enquanto ainda estavam no outro estado. De acordo com a advogada da autônoma, Laura Costa, a mãe relata que as crianças foram manipuladas pelo pai. “Ela não falava os palavrões diretamente para as meninas, em nenhum momento foi para as atingir. Ele as manipulou para falar na delegacia”, diz.

Outro ponto explicado pela defesa da mãe é que não houve autorização para a matrícula das crianças em Campo Grande. “Ele veio para cá, registrou o boletim de ocorrência para descredibilizar a mãe e matriculou as meninas”.

Ainda de acordo com a advogada, ela e a mãe foram até a Depca na sexta-feira (26) para registrar boletim de ocorrência contra o pai, mas não conseguiram. “Nós queríamos registrar que as meninas estão em risco porque não estavam com o pai, então queríamos registrar o desaparecimento delas”, disse.

De acordo com a delegada da Depca, o boletim não foi efetuado porque a mãe queria registrar que o pai estava a impedindo de ver as meninas. Como o advogado está internado com covid-19 em estado grave, não haveria como o mesmo impedir o encontro.

Histórico 

A disputa judicial pela guarda compartilhada das duas meninas no Rio de Janeiro chegou por aqui após o pai trazer as duas para Campo Grande e extrapolar o tempo combinado em acordo judicial. Sem conseguir ver as filhas devido ao advogado estar internado e as meninas com avó e tia paterna, a mãe registrou boletim de ocorrência por subtração de menor, sequestro e cárcere privado.

Após se divorciarem em 2013, problemas começaram com atrasos de pensão e medida restritiva contra o advogado. De acordo com a mãe das crianças, esta é a 3ª vez que o homem desrespeita medidas judiciais.

Por último, houve um acordo de que as crianças iriam passar as férias com o pai a partir do dia 14 de janeiro. No dia 1º de janeiro, ao entrar em contato para saber sobre o retorno das filhas, ela recebeu resposta de que as meninas não iriam voltar por estarem de férias.

Hoje, a mãe possui um mandado de busca e apreensão das meninas expedido pela Justiça do Rio de Janeiro.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Embriagado, homem invade residência após se envolver em acidente
DOURADOS
Embriagado, homem invade residência após se envolver em acidente
Dourados registra três novos óbitos e soma mais de 1,3 mil casos ativos
PANDEMIA
Dourados registra três novos óbitos e soma mais de 1,3 mil casos ativos
Exército vai leiloar viaturas, máquinas, equipamentos, mobiliários e utensílios
DOURADOS
Exército vai leiloar viaturas, máquinas, equipamentos, mobiliários e utensílios
Capitão Contar defende PL que pede placas informativas em obras públicas
LEGISLATIVO DE MS
Capitão Contar defende PL que pede placas informativas em obras públicas
Corinthians estreia na Sul-americana no Paraguai contra o River Plate
FUTEBOL
Corinthians estreia na Sul-americana no Paraguai contra o River Plate
TERENOS
Ciclista morre após ser atropelado enquanto explorava nova trilha
AGRONEGÓCIO
MS espera produzir 9 milhões de toneladas de milho, mas estiagem já preocupa
ARTIGO
Mentiras e covardias - mais um caso de omissão na violência doméstica
PORTO MURTINHO
Contorno rodoviário garante agilidade e exportação recorde em hidrovia
BR-163
Homem é preso por receptação ao ser abordado conduzindo veículo furtado

Mais Lidas

TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados
CLIMA
Dourados pode ter mínima abaixo de 10 graus na próxima semana, indica previsão 
BR-163
Mulher encontrada carbonizada estava desaparecida desde sábado
DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa