sexta, 23 de fevereiro de 2024
Dourados
24ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DETRAN/MS

Operação Carnaval vai até quarta-feira nas rodovias de Mato Grosso do Sul

12 fevereiro 2024 - 07h58Por Da Redação

Agentes de Fiscalização do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) estão desde a última sexta-feira, dia 09 de fevereiro, realizando a Operação Carnaval 2024 nas rodovias de Mato Grosso do Sul. A ação de fiscalização e segurança viária acontecerá até quarta-feira, dia 14, e além de blitz da Lei Seca, em pareceria com as demais forças de segurança pública e viária, os agentes de fiscalização estarão nas principais rodovias estaduais e nas cidades turísticas de maior fluxo.

As rodovias que levam as principais cidades turísticas de Mato Grosso do Sul, terão uma atenção especial, como destaca o Chefe de Fiscalização do Detran-MS, Ruben Ajala.

“Estaremos fazendo rondas nas rodovias estaduais e fiscalizando em pontos mais críticos, prestando suporte quando necessário, além da fiscalização de embriaguez ao volante. No sábado, dia em que as pessoas mais estão se deslocando e na terça quando estiverem retornando, haverá um reforço na fiscalização, para garantir a segurança de todos nas rodovias. A manutenção preventiva e verificação de documentos pessoais e do veículo também é importante para quem pretende viajar, se divertir e voltar em segurança.”

Já nas primeiras horas de operação, agentes do Detran flagraram motorista trafegando em zigue-zague na BR 060 no Km 421, próximo a Sidrolândia e realizaram a abordagem. Foi feito o teste do etilômetro, e o resultado foi de 1.50 mg/l. O condutor preso em flagrante por embriaguez ao volante, artigo 306 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e encaminhado à Delegacia de Polícia de Sidrolândia para as devidas providências.

CRIME

O Art. 306 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) diz que, conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência com pena de detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

O motorista que se nega a fazer o bafômetro, está cometendo infração de trânsito, com multa no valor de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir durante 12 meses. Caso seja pego dirigindo durante a suspensão, a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é cassada. O veículo fica retido no local, até aparecer uma pessoa habilitada, que não tenha bebido, pois vai fazer o bafômetro também e fica responsável pelo veículo a partir do momento que sair do local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso após furto de carro, colisão em muro e furto de moto
IVINHEMA

Homem é preso após furto de carro, colisão em muro e furto de moto

JUSTIÇA ELEITORAL

Julgamento que pode cassar mandato de Sergio Moro começa em abril

Morador de MS é condenado a 17 anos de prisão por atos golpistas
8 DE JANEIRO

Morador de MS é condenado a 17 anos de prisão por atos golpistas

Confederação reforça parceria e destaca referência de MS no vôlei de praia
ESPORTES

Confederação reforça parceria e destaca referência de MS no vôlei de praia

Diretor de trânsito manda taxistas "quebrarem" motoristas clandestinos no pau
RIBAS DO RIO PARDO

Diretor de trânsito manda taxistas "quebrarem" motoristas clandestinos no pau

REGIÃO 

Reitoria manifesta apoio à luta da categoria técnico-administrativa da UFGD

CAPITAL

"Gangue das Mulheres" volta à ativa e duas são presas após furto em loja

STF

Flávio Dino toma posse como ministro do Supremo Tribunal Federal

CORUMBÁ

Bombeiros e Marinha socorrem jovem atacado por queixada no Pantanal

ATOS GOLPISTAS

Valdemar e Torres depõem na PF sobre tentativa de golpe; Bolsonaro se cala

Mais Lidas

TACURU

Servidores são indiciados por desvio de recursos públicos em cidade do interior do MS

DOURADOS

Família procura homem desaparecido desde a manhã desta segunda em Dourados

PROIBIÇÃO

Projeto que veda por mais 5 anos a captura e comercialização do Dourado passa pela CCJR

PARTIDAS DOBRADAS

Operação cumpre mandado em Dourados e mira esquema que movimentou R$ 200 mi em notas frias