sexta, 14 de junho de 2024
Dourados
17ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SAÚDE PÚBLICA

Oito mortes por Influenza são registradas em MS; duas delas em Dourados

18 maio 2024 - 09h45Por Adriano Moretto

Oito pessoas morreram em decorrência da Influenza em Mato Grosso do Sul em uma semana, segundo boletim epidemiológico publicado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). Ao todo, são 22 registros de óbitos desde o início do ano. Na penúltima atualização, eram 14 registros confirmados.

Entre as vítimas mais recentes, duas delas são de moradores em Dourados.

Uma mulher de 24 anos e um homem de 58, ambos com asma e imunodeficiência como comorbidades, respectivamente. 

Nesses dois casos específicos, o tipo do vírus da Influenza era o H3N2, responsável pela maioria das mortes no Mato Grosso do Sul, com 14. Outros cinco são de H1N1 e três aparecem como Influenza A não subtipado. 

Ainda de acordo com o boletim da SES, no Estado são 259 confirmações de pessoas com o vírus e que precisaram ser hospitalizadas para tratamento. 

Campo Grande possui o maior número de pessoas afetadas pela doença, com 150. Já Dourados registra nove, sete delas Influenza A não subtipada, um de H3N2 e outro de H1N1.

Vacina

Uma das melhores formas de se prevenir contra a Influenza é através da vacinação. Desde o dia 2 e até 31 de maio, as doses são ofertadas à toda população a partir dos 6 meses de idade. 

O objetivo com a campanha de imunização contra a doença é reduzir as complicações, internações e ainda a mortalidade decorrente das infecções pelo vírus Influenza na população, visando aumentar a quantidade de pessoas imunizadas e diminuir a circulação dos vírus. 

“O aumento de pessoas imunizadas contribui para menor circulação dos vírus e evita sobrecarga nos serviços de saúde. Precisamos aumentar a cobertura vacinal independente de grupos. Estamos com aumento de pessoas hospitalizadas e óbitos por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Influenza, doenças causadas por vírus respiratórios”, afirma Ana Paula Goldfinger, diretora de Imunização da SES.

A vacina utilizada é trivalente, ou seja, apresenta três tipos de cepas de vírus em combinação – A (H1N1); A (H3N2) e B (linhagem B/Victoria) – protegendo contra os principais vírus em circulação.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AQUIDAUANA

Ladrão invade casa, agride e amarra moradora durante roubo

POLÍTICA

Manifestantes vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio

BONITO

Com carro furtado, motorista é parado a tiros ao tentar fugir da PM

SALÁRIO DE R$ 7,1 MIL

TJ/MS divulga gabarito oficial e resultado preliminar de concurso

Familiares pedem ajuda para encontrar Marcos Brandão que desaparecido
ORLA MORENA

Familiares pedem ajuda para encontrar Marcos Brandão que desaparecido

ACABOU A FERVURA?

El Niño chega ao fim, mas La Niña vem aí; saiba o que espera

Trabalhador fica ferido após cair em poço de cerca de seis metros

REPATRIADOS

Brasil vai receber da Suíça R$ 155 milhões recuperados de corrupção

CAMPO GRANDE

Homem é preso após fugir com filho e ameaçar atear fogo na casa da ex

JUDICIÁRIO

STJ anula provas contra dois investigados pela Lava Jato

Mais Lidas

HOMICÍDIO 

Douradense é encontrado morto com mãos e pés amarrados no interior do MT

DOURADOS

Interno é encontrado morto de joelhos na PED e caso é investigado

DECISÃO

Mesmo sem duplicação de pontos críticos, pedágios da BR-163 aumentam a partir desta sexta-feira

VENDA DE ALIMENTOS

Ministério Público pede fechamento de cantinas em presídios de MS