Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

Mulher acusada de matar cadela nega e diz que só enxotou animal

14 janeiro 2020 - 18h35Por Da Redação

A mulher apontada como responsável por ter matado uma cadela a pauladas, no Residencial Búzios, em Campo Grande, prestou depoimento hoje à Polícia Civil e negou as acusações. As testemunhas ouvidas até agora também não viram o fato e a investigação continua.

As agressões teriam ocorrido depois que a cachorra revirava sacos de lixo em busca de comida, na frente da casa da mulher, na tarde do último domingo, dia 12 de janeiro.

A denúncia de maus-tratos foi feita pela presidente da ONG Abrigo dos Bichos, Maria Lúcia Metello, que socorreu o animal e a chamou de Miska. Segundo o site Campo Grande News, a cadela foi encontrada ensanguentada no Residencial Búzios, com mandíbula quebrada. O rastro de sangue indicava, segundo Maria, que ela tinha vindo da casa da mulher. O animal não resistiu aos ferimentos e morreu. 

Hoje, a suspeita prestou depoimento na Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista). O interrogatório durou cerca de 30 minutos.

O titular da Decat, Maércio Alves Barbosa, disse que a mulher negou as acusações. Ela explicou que estava em casa, assistindo TV com a filha de 4 anos, quando o animal, já ensanguentado, invadiu a sala. Assustada, ela enxotou a cachorra, mas diz que não a agrediu.

As testemunhas ouvidas até agora, vizinhos da mulher, dizem que viram o animal saindo da casa, enquanto a suspeita estava em pé, perto da porta. Porém, ninguém afirmou ter presenciado o momento das agressões.

Barbosa disse que irá ao residencial para buscar mais informações, na tentativa de identificar outro suspeito ou evidências da versão da mulher.

Caso algum suspeito seja identificado, ele será indiciado na Lei do Crime Ambiental (9605/98), por maus tratos, crime com pena de detenção de três meses a um ano e pagamento de multa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Contas públicas podem ter déficit de R$ 871 bilhões este ano
DIA DAS CRIANÇAS
Procon Estadual pesquisa variação de preços dos brinquedos
REGIÃO
Homem ameaça trabalhador e acaba preso por perturbação
POLÍTICA
Governo federal anuncia criação do programa Renda Cidadã
TRÊS LAGOAS
Quatro são pegos com objetos que seriam trocados por drogas
MATO GROSSO DO SUL
Queimadas voltam a atingir Serra do Amolar no Pantanal
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul tem 60 mil pessoas recuperadas do coronavírus
CRIME AMBIENTAL
Homem é preso por pesca predatória em rio de MS
LEGISLATIVO
Encontro vai discutir soluções contra queimadas no Pantanal
DOURADOS
Populares divergem sobre flexibilização dos parques, fechados há seis meses

Mais Lidas

ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete
POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
DEODÁPOLIS
Homem morre ao bater moto de frente com caminhonete da patroa