Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99659-5905
ESTATÍSTICAS

MS comemora crescimento de doadores de órgãos, mas tema ainda é pouco discutido em família

04 outubro 2017 - 11h23Por Da Redação

Mato Grosso do Sul, em 2017, registrou aumento de 45% no número de doadores de órgãos em comparação com o ano anterior, conforme dados da Central Estadual de Transplantes (CET). Em 2017, só até o mês de agosto, foram 29 doadores de órgãos registrados, contra 20 no ano inteiro de 2016.

O aumento significativo se deve a diversas motivações, entre elas treinamento e qualificação de equipes multidisciplinares, manutenção de órgãos e equipes mais envolvidas com a doação, como explicou a coordenadora da Organização de Procura de Órgãos (OPO), Ana Paula Silva das Neves.

Nos últimos três anos, a doação cresceu em Mato Grosso do Sul, contudo, ainda existem grandes desafios a serem vencidos. “Falar sobre o assunto ainda é a principal forma de resolver a questão. Deixar a família avisada sobre a sua vontade é a única coisa necessária e isso é um grande desafio”, afirma a coordenadora OPO.

No Dia do Doador de Órgãos (27), mais de 100 profissionais da área de saúde, entre médicos, enfermeiros, psicólogos e técnicos em enfermagem, participaram do workshop “A Comunicação Consciente- Atitudes e Resultados”, realizado pela Santa Casa, por meio da OPO, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Central de Transplante. O evento detalhou temas importantes para o bom funcionamento do processo de doação/transplantes.

“Eventos como esse são de extrema importância para os profissionais que estão envolvidos com a doação. A humanização e o acolhimento familiar são decisivos para a doação de órgãos. Essa data também é um dia importante para lembrar que esse assunto deve ser discutido em família. Ninguém gosta de falar de morte, mas é a única coisa certa, e a doação pode salvar vidas”, ressaltou a coordenadora da CET, Claire Miozzo.

Os profissionais receberam orientação sobre acolhimento familiar e humanização por meio de palestras com temas diversos como: “Comunicação Assertiva”, “Percepção e Empatia”, “Processo Comunicacional”, “O que fazer e o que não fazer em momentos que envolvam alto grau de emoção”, entre outros.

Doação

Em Mato Grosso do Sul são feitos transplantes de rim, tecido musculoesquelético e córnea, sendo córnea o mais realizado. Além dos 29 doadores de órgãos – que são pacientes que tiveram morte encefálica -, foram registrados também 200 doadores de córnea no Estado.

“O paciente que teve morte encefálica, que está em ambiente hospitalar, em UTI, pode doar os órgãos e tecidos (córnea). Mas o indivíduo que tem parada respiratória, quando os órgãos param de funcionar, só pode fazer a doação de tecidos, já que estes não precisam de vascularização para funcionar”, explicou Claire.

”A Central de Transplantes tem muitos desafios, um deles é autorizar mais equipes e estabelecimentos de saúde para realizar transplantes de órgãos. Realizamos um trabalho constante de divulgação sobre a importância da doação de órgãos para transplantes, promovendo palestras e distribuição de materiais informativos em diversos segmentos da sociedade”, completa a coordenadora Claire Miozzo.

Para se tornar um doador de órgãos é necessário informar a família, sendo a mesma responsável pela autorização da doação mediante duas testemunhas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME AMBIENTAL
Comerciante leva multa de R$ 37 mil por desmatamento em Bela Vista
BELEZA
Especialista revela o porque da procura por dentistas para realizar aplicações de botox
DIREITOS HUMANOS
Estatuto da Criança e do Adolescente ganhará versão em Libras
R$ 863 MIL
Prefeito da Capital anuncia compra de “kit prevenção” à Covid-19
ESPORTES
Sob forte chuva, Hamilton garante pole position no GP de Estíria
ESPORTES
Comitê Olímpico confirma Missão Europa na próxima sexta-feira
CORONAVÍRUS
Deputados podem votar projeto de indenização a profissionais de saúde na terça
PANDEMIA
Surto de Covid-19 nas Américas está longe de acabar, dizem cientistas
JUSTIÇA
Ronaldinho Gaúcho tem recurso negado e segue preso no Paraguai
PMA
Pescadores de São Paulo são autuados por crime ambiental em MS

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
PANDEMIA
Pneumologista é o terceiro médico a morrer por covid-19 em Dourados
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências