Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
(67) 99659-5905
TIRA DÚVIDAS

Milhas: tudo o que um iniciante precisa saber

03 março 2020 - 08h08Por Da Redação

Programas de milhas ainda não são tão conhecidos pelos brasileiros, mas vem ganhando cada vez mais espaço no mercado. Quanto mais alguém voa, mais milhas acumula para poder resgatar passagens aéreas gratuitas ou obter bons descontos em compras de novos assentos em voos. Mas a questão não é tão simples para quem está começando a entender como funciona mercado de milhas, afinal há outras maneiras de acumular pontos que podem ser convertidos em milhas posteriormente, como o cartão de crédito.

A primeira questão que precisa ser entendida é que milhas são dinheiro. Por isso, para otimizar esse recurso, é bom analisar o mercado, acompanhar as promoções nos programas de fidelidade para conversão de pontos em milhas, ficar de olho nos prazos de expiração e até verificar quantos pontos por dólar o cartão de crédito emite. 

Com acesso a algumas informações, é possível começar a acumular milhas de forma mais eficiente. 

Como acumular milhas

Há duas maneiras mais convencionais de se acumular milhas. A primeira delas é participando dos programas de fidelidade das empresas aéreas e usufruindo dos serviços que elas e seus parceiros oferecem. Em resumo: voar, se hospedar em hotéis parceiros, abastecer em postos de gasolina que dão pontos para determinados programas e até adquirir pacotes completos de viagens pode gerar pontos diretamente nos programas de fidelidade das companhias aéreas.

A outra forma - a principal, aliás - é fazendo compras com o cartão de crédito para, depois, converter os pontos em milhas. Funciona da seguinte forma: quanto mais um cliente usa o cartão de crédito e paga a fatura, mais pontos ele acumula. Essa pontuação vai para um programa de pontos exclusivo do cartão, que precisa ser transferida para o programa de milhas. Na prática, a transferência de pontos para programas de milhas significa que o cliente pode usar os pontos acumulados no cartão de crédito para adquirir passagens aéreas. 

Esse é um serviço muito comum e os programas de fidelidade realizam, frequentemente, promoções de conversão, dando bônus de até 100% , assim, incentivando a transferência dos pontos do cartão de crédito para o programa. Neste caso, quem tem 10 mil pontos acumulados no cartão de crédito pode aproveitar uma promoção que oferece 100% de bônus e transferir a pontuação para o programa de fidelidade, obtendo 10 mil milhas a mais e acumulando, assim, 20 mil milhas.

A principal dica é concentrar os gastos no cartão de crédito, mantendo, claro, o cuidado de não gastar além do que se pode pagar. Acumular pontos e milhas só vale a pena se o orçamento doméstico estiver fechando corretamente. Pequenas compras do cotidiano já ajudam a acumular. Em uma ida ao mercado, por exemplo, uma compra de R$ 50 poderia ser paga no débito, mas se paga no crédito, ela pode render a partir de um ponto por dólar.

Na maioria dos casos, os programas de pontos do cartão de crédito oferecem de um a dois pontos e meio por dólar pago na fatura a cada mês. Isso varia conforme o tipo de cartão. Geralmente, quanto mais alta a anuidade do cartão, melhor é a conversão em relação ao dólar e, logo, mais pontos são acumulados. 

A primeira lição a ser compreendida é que você paga pelos pontos que recebe. Não se trata, portanto, de um brinde dado pelo banco ou pela operadora de cartão a quem paga em dia, mas de um programa de fidelização exclusivo para quem paga anuidade. Ou seja, pagando a anuidade, você está pagando pelos pontos que ela te gera.

Como fazer dinheiro com milhas

Há certos momentos do ano, quando a alta temporada pode tornar qualquer destino turístico mais caro, em que é mais vantajoso vender milhas do que tentar trocar por passagens aéreas.

Porém, é preciso ter segurança na hora de negociar as milhas. Nada de procurar por grupos de trocas em redes sociais, nem negociar pontos pelo WhatsApp. A principal orientação é buscar por uma plataforma segura de negociação de milhas, como a MaxMilhas, e fazer todo o procedimento por ela. Os sites fazem a intermediação da transação entre vendedor e comprador, garantindo que eles não precisem trocar dados pessoais.

Além da segurança e do sigilo, sites como a MaxMilhas te mantém atualizado sobre a cotação das milhas, de acordo com os preços estabelecidos pelos próprios vendedores, garantindo que o vendedor possa dimensionar o mercado e pedir o preço mais adequado às suas necessidades, sem ficar na dúvida se está vendendo por um valor justo, alto demais ou baixo demais. Ter ciência do valor médio negociado é essencial para garantir um negócio mais vantajoso.

Para saber mais, acesse o site, Instagram ou Facebook da MaxMilhas

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Com eleição adiada, TSE é consultado sobre prazo de Ficha Limpa
RIO AQUIDAUANA
Ambiental multa homem em mais de R$ 5 mil por degradar mata ciliares
ASSEMBLEIA DE MS
Aprovado direito de incluir nome do cônjuge em faturas
CAMPO GRANDE
Hemosul realiza testagens laboratoriais de resultados do Covid-19, porém sem coletas no local
PANDEMIA
Bodoquena, Bela Vista e Terenos solicitam reconhecimento de calamidade pública
BRASIL
Mais de 200 mil candidatos se inscreveram no primeiro dia de abertura do Sisu
BRASIL
Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia
CAMPO GRANDE
Na Capital, anta é resgatada após cair em piscina de chácara
DOURADOS
Dono encontra carro que havia locado “depenado” em barracão
ECONOMIA
Dólar fecha em alta com cautela externa por coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar secretário pode ter tido surto de esquizofrenia
BR-163
Casal que morreu ao bater em carreta morava em Campo Grande
PANDEMIA
Dourados confirma mais três óbitos por coronavírus e ultrapassa 3 mil casos
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados