Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
PONTA PORÃ

Manifesto pede mais segurança, e comitiva vai à Sejusp

15 agosto 2014 - 10h20

Thalyta Andrade

com colaboração de Julieta Romeiro

Um manifesto realizado na manhã desta sexta-feira na avenida Brasil, em Ponta Porã, deu continuidade à mobilização iniciada na semana passada no município da região de fronteira após a morte de André Pereira, 25, assassinado em uma tentativa de assalto ocorrida no dia 1º deste mês, próxima à sede da Receita Federal.

Na manhã de hoje, a avenida foi o local onde participantes da mobilização que pede mais segurança na cidade ficou concentrada. Taxistas enfileiraram seus carros e foram apoiados por demais motoristas. Pelo menos 300 pessoas participaram do ato que aconteceu em frente à sede da ACEPP (Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã), que foi a incentivadora do manifesto.

A grande maioria dos comerciantes fechou as portas das 8h30 às 10h. Motoristas e pedestres fizeram buzinaço e apitaço durante o protesto, para o qual levaram faixas, como uma que tinha os seguintes dizeres ‘Não a violência. Queremos segurança’. Depois da concentração, motoristas seguiram em carreata e pedestres em passeata rumo à sede da prefeitura.

Nos últimos meses os índices de violência no município têm sido bastante altos, e o clima de insegurança tomou conta da cidade, motivando a criação do movimento ‘Ponta Porã de joelhos’. Hoje, uma comitiva de representantes do comércio e da população em geral se reúne com o secretário de Justiça e Segurança Pública do Estado, Wantuir Jacini, para discutir a questão. Para o dia 7 de setembro, já está marcado um novo manifesto promovido pelo movimento ‘Ponta Porã de joelhos’, que é apartidário.

A principal reivindicação da população de Ponta Porã é por um aumento no efetivo policial da cidade, que teria apenas um quarto do efetivo necessário para atender a demanda, conforme informação da própria Polícia Militar. Além disso, há uma reivindicação também para a implantação de uma sede do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) na cidade.

No dia 4 de agosto, o governador André Puccinelli se manifestou sobre a situação em sua página no [(facebook)](https://www.facebook.com/governador.andrepuccinelli?fref=ts), afirmando que tomou conhecimento da questão e determinou providências imediatas da Sejusp/MS, por meio de operações especiais e reforço no policiamento, com apoio inclusive da Força Nacional de Segurança Pública.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meteorologia alerta para riscos da seca em seis estados e no DF
CLIMA
Meteorologia alerta para riscos da seca em seis estados e no DF
Indivíduos são flagrados com fios de cobre furtados
REGIÃO
Indivíduos são flagrados com fios de cobre furtados
Seu empreendimento tem visibilidade e lucro no caderno de "Negócios & Cia"; Saiba como
NEGÓCIOS & CIA
Seu empreendimento tem visibilidade e lucro no caderno de "Negócios & Cia"; Saiba como
Saúde registra óbito de douradense por Covid-19
PANDEMIA
Saúde registra óbito de douradense por Covid-19
Casal é flagrado com veículo carregado com drogas na MS-289
REGIÃO
Casal é flagrado com veículo carregado com drogas na MS-289
REGIÃO
Dupla é presa em flagrante com drogas e dinheiro
CRIME
Homem perseguia comerciante há meses e foi preso em Brasilândia
TEMPO
Com previsão de 43°C, Dourados tem alerta de onda de calor e de baixa umidade
CASSILÂNDIA
Após sair da prisão, homem mantém ex-mulher em cárcere por seis dias
BRASIL
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa

Mais Lidas

'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
POLO INDUSTRIAL
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina