Menu
Busca quinta, 16 de julho de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

Mais de R$ 800 milhões foram investidos em saneamento desde 2015

05 janeiro 2020 - 11h05Por Da redação

Foram investidos mais de R$ 802 milhões nas 128 localidades (68 municípios e 60 distritos) que correspondem a sua área de cobertura. Mais da metade são recursos próprios e o restante de outras fontes, entre elas o Governo Federal.

“O compromisso é manter a boa gestão dos recursos hídricos e a qualidade dos serviços de abastecimento de água potável. Além disso, a Sanesul está aumentando progressivamente o índice de cobertura de esgotamento sanitário, buscando a universalização, impactando positivamente na qualidade de vida e no bem-estar da população residente em Mato Grosso do Sul”, destaca o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior.  

De 2015 a 2019 a estatal inaugurou 18 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs); outras 13 estações passaram ou irão passar por obras de melhorias e/ou ampliação, mais 9 estações estão em construção e há projetos elaborados para serem construídas mais 4 ETEs. Nos últimos cinco anos, foram construídos 1.736.000 metros de rede coletora. Com os investimentos, foi possível elevar o índice de cobertura de rede de esgoto de 48,16% em 2018 para 53,10% em 2019. A meta é atingir índice de 67,97% em 2023.

“É um número realmente muito expressivo. As pessoas não veem, pois a rede de esgoto está embaixo da terra, mas a importância desse tipo de investimento é muito grande, pois leva mais saúde para a população e assegura maior preservação ambiental. Todo esgoto que a Sanesul coleta é tratado de acordo com a Legislação Ambiental vigente”, explica o diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Sanesul, Helianey Paulo da Silva. 

Somando os resultados do abastecimento de água e de esgotamento sanitário, de 2015 a 2019, a Sanesul concluiu 305 obras em 63 municípios do Estado. Atualmente, outras 50 obras estão em execução em 32 municípios.  

Para o diretor-presidente da Sanesul, os números refletem o comprometimento da estatal com a população sul-mato-grossense.  “A missão da Empresa é gerir serviços de qualidade em abastecimento de água e esgotamento sanitário, contribuindo para a saúde pública, a preservação ambiental e o desenvolvimento social e econômico de Mato Grosso do Sul”, conclui.

O Governo do Estado, por meio da Sanesul e a Caixa Econômica Federal devem assinar neste ano contratos de liberação de aproximadamente R$136 milhões para 14 municípios.  Esse recurso é do Avançar Cidades, programa lançado pelo Ministério das Cidades, por meio de convênios com a Caixa Econômica Federal que prevê obras de esgotamento sanitário, com a construção de redes coletoras de esgoto, ligações domiciliares, estações elevatórias e estações de tratamento de esgoto. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
MS tem mais de 6 mil exames sem encerramento; 4,2 mil por falta de atualização da plataforma
LEGISLATIVO DE MS
Lei que garante reserva de vagas na Uems aos residentes no Estado é sancionada
EDUCAÇÃO
Matrícula dos aprovados na primeira chamada do Sisu começa hoje
CORUMBÁ
Rapaz invade casa da ex e mata namorado dela a facada
CAMPO GRANDE
Homem é executado durante a madrugada em favela
PANDEMIA
Com 39%, Dourados registra taxa de isolamento mais baixa da semana
POSTO CAPEY
Mulher é presa carregando drogas em táxi na BR-463
TRÂNSITO
Motociclista tenta ultrapassagem, é atingido por caminhão e morre
DOURADOS
Decreto criando o Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 completa quatro meses
LEGISLATIVO DE MS
Deputados devem apreciar seis matérias nesta quinta-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Criança baleada por atirador em noite sangrenta morre no hospital
PANDEMIA
Prefeita de Dourados, Délia Razuk testa positivo para coronavírus
INFORME PUBLICITÁRIO
Chama reinaugura supermercado em novo endereço com novidades e promoções
DINHEIRO PÚBLICO
Gaeco faz operação em Dourados e vai à casa de ex-secretária de Saúde