Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Lula diz que não escolhe cidades para repassar verbas

07 junho 2004 - 20h27

Durante discurso na inauguração do programa Farmácia Popular do Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, em Salvador (BA), que não há critérios político-eleitorais na escolha de cidades beneficiadas pelos programas do governo federal. "Nós inauguramos [as farmácias populares], hoje, em São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia e Salvador. Por coincidência, duas cidades governadas pelo PT e duas pelo PFL. E o critério da escolha [das cidades] foi muito simples: prefeitos que se comprometeram a participar do processo da Farmácia Popular. Esse é o critério que, para nós, interessa. É o compromisso das pessoas quererem fazer o projeto junto com o governo federal."Lula disse que, para o governo federal, o partido do prefeito ou do governador não é relevante quando se determina o destino dos benefícios do governo, mas sim, o interesse deles em colaborar. "Para nós, do governo federal, o que importa são as necessidades do povo e não o partido que governa este ou aquele Estado da Federação. Muito melhor é fazermos as coisas quando o governador demonstra interesse em fazê-las, quando o prefeito demonstra interesse em fazer e quando nós temos o apoio, como nós tivemos aqui." O presidente afirmou ainda que, possivelmente, foi baiano na outra "encarnação". "Eu disse uma vez, num comício na praça Castro Alves que, possivelmente, em outra encarnação eu fui baiano, porque em poucos lugares do mundo eu tenho sido tratado com o carinho com que o povo baiano tem me tratado todas as vezes que eu venho aqui."Lula está na cidade para o lançamento do programa Farmácia Popular do Brasil, cujo objetivo é repassar à população, por meio de farmácias populares, medicamentos pelo preço de custo. Pelo programa, serão inauguradas hoje 17 unidades no país: cinco em Salvador, dez em São Paulo, uma no Rio de Janeiro e uma em Goiânia. A previsão é que as quatro cidades lancem o programa simultaneamente. Até o final do ano, o Ministério da Saúde espera inaugurar 100 unidades em todo o País.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Idoso é autuado em R$ 20 mil por erosões que atingiram lençol freático
CRIME AMBIENTAL
Idoso é autuado em R$ 20 mil por erosões que atingiram lençol freático
PROPOSTA
Projeto prevê divulgação de dados das pessoas imunizadas contra a Covid-19 em MS
Plano de Cargos e Carreiras valoriza servidores da saúde, diz secretário
ESTADO
Plano de Cargos e Carreiras valoriza servidores da saúde, diz secretário
Van é abordada com fardos de produtos sem documentação e cigarro contrabandeado
REGIÃO
Van é abordada com fardos de produtos sem documentação e cigarro contrabandeado
Saúde pede aos hospitais lista de trabalhadores para vacinação contra Covid-19
DOURADOS
Saúde pede aos hospitais lista de trabalhadores para vacinação contra Covid-19
COVID-19
Mais de 60% do público alvo das aldeias de Dourados já foi imunizado
IMUNIZAÇÃO
Chega ao MS quinto lote de vacinas contra o coronavírus
JUDICIÁRIO
Juíza titular da 2ª Vara Cível será diretora do Fórum em Dourados
BRASIL
Plenário do Senado deve analisar PEC Emergencial nesta quinta-feira
REGIÃO
Trio é preso com contrabando de agrotóxico avaliado em R$ 250 mil no Brasil

Mais Lidas

REGIÃO
Homem é preso após estuprar menina de 11 anos
POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS
Câmara aprova projeto do Executivo para elevar remuneração de secretários municipais
BELEZA
Representante de Dourados está na final do Miss Brasil Teen