Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Lojistas de MS emitiram mais de 10 milhões de notas fiscais em dezembro

08 janeiro 2018 - 12h20

Considerada uma inovação tecnológica, a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) faz parte do dia a dia dos consumidores sul-mato-grossenses. Somente no mês de dezembro, os lojistas emitiram mais de 10 milhões de NFC-e. Desde a implantação do sistema em 2016, foram mais de 61 milhões de notas lançadas pelo varejo.

A emissão do documento fiscal é realizada em diversos locais como supermercados, lojas de cosméticos, de roupas, farmácias, mercearias, oficinas de veículos, revendedoras de carros, entre diversos outros estabelecimentos. Na prática, a NFC-e vem em substituição à Nota Fiscal de Venda ao Consumidor e ao Cupom Fiscal.

Enquanto em janeiro de 2017 um total de 560 lojistas emitiram 1.234.518 notas, no mês de dezembro esse número saltou para 3.281 comerciantes varejistas lançando 10.342.164 NFC-e, número significativo que reforça a modernização do fisco estadual e revela um acréscimo que representa 858% em quantidade de autorizações – se comparado os dois meses (jan e dez).

Números

A implantação do novo sistema teve início em outubro de 2016. De lá para cá já são 3.281 empresas autorizadas a emitir o documento fiscal. Em 2016, nos meses de outubro, novembro e dezembro foram 2.213.648 de notas fiscais do consumidor eletrônicas emitidas pelo varejo. Desde a implantação até dezembro de 2017 – cerca de um ano e meio de operação – esse número cresceu exponencialmente chegando aos 61 milhões de notas fiscais do consumidor eletrônica emitidas. Confira a série histórica.

Além de Mato Grosso do Sul outros estados já começaram o processo de emissão da NFC-e como Amazonas, Mato Grosso, Paraná, Bahia, Distrito Federal, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Sergipe. No MS ainda é possível emitir cupom fiscal não eletrônico, mas o processo de migração já é obrigatório para empresas com faixas de faturamento determinado.

De acordo com o gestor da NFC-e, Edson Ochigame, o decreto nº 14.508/16, informa que a obrigatoriedade da emissão das notas varia conforme o faturamento das empresas. A partir de 2017 a emissão eletrônica começou a ser obrigatória e vai atingir a todos os contribuintes varejistas com faturamento superior a R$ 180 mil anuais. A obrigatoriedade aplica-se a todos os estabelecimentos do contribuinte localizados no Estado e inscritos sob o mesmo CNPJ-base (8 primeiros dígitos).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Homem esfaqueia marido da ex por não aceitar fim de relacionamento
OBSERVATÓRIO DO CLIMA
Fundo Amazônia tem R$ 2,9 bilhões paralisados pelo governo Bolsonaro
MEIO AMBIENTE
Dois são autuados por derrubada de árvores para exploração de madeira
EDUCAÇÃO
Sesi/MS oferece aulão online gratuito preparatório para o Enem
CASSILÂNDIA
Cliente não paga conta de bar e atira contra o comerciante
EVENTO
VI Encontro Estadual de Juízes dos Juizados Especiais será em novembro
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é preso com pescado abaixo da medida e acima da cota
ESPORTE
Piso no Guanandizão para a Supercopa de Vôlei começa a ser montado
TRÁFICO
Polícia Federal prende mecânico com 85 quilos de cocaína em Dourados
OPERAÇÃO SERÁ
Polícia tenta localizar possíveis músicas inéditas de Renato Russo

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados