Menu
Busca terça, 24 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Justiça Federal de Dourados nega pedido de liberdade provisória de fazendeiros

03 outubro 2017 - 15h35Por Da Redação

Três dos cinco fazendeiros presos por envolvimento no conflito que resultou na morte de indígena em Caarapó, em junho de 2016, tiveram o pedido de liberdade provisória negado pela Justiça Federal de Dourados no sábado passado (30).

Dionei Guedin, Eduardo Yoshio Tomonaga e Jesus Camacho alegaram que, no período em que permaneceram em liberdade, nada fizeram para prejudicar o andamento processual ou a colheita de provas, tampouco colocaram em risco a ordem pública, a instrução penal ou a aplicação da lei penal.

O juiz federal Moisés Anderson Costa Rodrigues da Silva, por sua vez, decidiu pela manutenção da prisão preventiva com base na gravidade dos fatos, no mesmo sentido de parecer emitido pelo MPF. “A prisão preventiva fundamenta-se na gravidade concreta da ação, dado o modus operandi adotado pelo grupo, que vitimou membros da comunidade indígena com armamento letal. Vale destacar que a comunidade indígena não só estava em menor número, como era composta, também, por mulheres e crianças, de forma que até mesmo a possibilidade de resistência é questionável, o que sobreleva a desproporção da ação”, sustentou o magistrado.


Relembre o caso

 No dia 12 de junho de 2016, índios da comunidade Tey Kuê, da etnia Guarani-Kaiowá, ocuparam a Fazenda Yvu, em Caarapó - que incide sobre a Terra Indígena Dourados Amambaipeguá.

No dia seguinte, agentes da Polícia Federal foram notificados da ocupação por fazendeiros que os levaram até o local. Os policiais não encontraram reféns e foram informados pelos indígenas de que o proprietário poderia, em 24h, retirar o gado e seus pertences do local.

Sem mandado de reintegração de posse, os PFs retornaram a Dourados.

No dia seguinte, ocorreu o conflito que terminou com a morte do indígena Claudiodo Adileu Rodrigues de Souza, 18.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Assassina diz que jogou chargista de escada após levar tapas na cara
CAPITAL
Assassina diz que jogou chargista de escada após levar tapas na cara
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra 638 mortes por Covid em 24 horas e ultrapassa 170 mil
JUTI
Tarado abusa de mulher que fazia caminhada e acaba preso
CULTURA
Festival on-line de dança da melhor idade fecha 1ª fase com 163 mil votos
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho em início de transição nos EUA
TRÁFICO
PF apreende mais de 5,5 toneladas de maconha em Ponta Porã
MELHORIAS
Visando sustentabilidade complexo da Sanesul vai operar com energia solar
COSTA RICA
Homem invade lanchonete com caminhão motivado por dívida
LEGISLATIVO DE MS
Proposta estabelece descarte correto de equipamentos de proteção individual
ECONOMIA
Guedes anuncia acordo para votação da Lei de Falências nesta quarta

Mais Lidas

DOURADOS
Carro invade parque no final da Avenida Marcelino Pires, cai em valeta e pega fogo
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Homem ameaça ex com faca e apanha de vizinhos em Dourados
DOURADOS
Homem é preso após tentar atropelar policiais em abordagem na BR-163 
DOURADOS
Mulher é presa após atear fogo na casa do ex-marido, cadeirante