Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

Justiça determina que assassino de florista faça exame de insanidade

31 janeiro 2020 - 18h05Por Da Redação

Internado desde o dia 18 de janeiro, quando matou a ex-namorada e tentou suicídio, Suetônio Pereira Ferreira, de 57 anos, irá passar por exame de insanidade mental assim que receber alta hospitalar. A intenção é esclarecer se ele estava em plena capacidade metal quando atirou na florista Regiane Fernandes de Farias, de 39 anos.

O crime aconteceu em frente a floricultura que Regiane trabalhava, na Rua Vitório Zeolla. A florista chegava ao local quando foi surpreendida por Suetônio. Testemunhas narraram que ele esperava pela ex dentro do carro e assim que a viu, efetuou os disparos.

Segundo o site Campo Grande News, depois de ferir Regiane, Suetônio tentou tirar a própria vida, com um tiro na cabeça, mas sobreviveu. Os dois foram socorridos até a Santa Casa. Ele recebeu atendimento e foi internado na área verde do hospital, sob escolta policial, sem risco de morte. Já a florista foi levada para o centro cirúrgico com ferimentos do tórax e não resistiu. Morreu na noite do mesmo dia.

Mesmo internado, o homem foi indiciado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) por homicídio qualificado e o caso foi enviado para a justiça.

Enquanto o Ministério Público de Mato Grosso do Sul sustentava a prisão preventiva de Suetônio, a defesa – feita por três advogados – tentava a liberdade. Para isso afirmou que o cliente sofria de depressão grave e problemas psiquiátricos, por isso deveria receber atendimento especializado e não ir para o presídio.

A decisão foi publicada nesta quinta-feira (30). O juiz Aluízio Pereira do Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, optou pela prisão preventiva de Suetônio, mas diante do pedido da defesa, determinou a realização do exame de insanidade mental. Ele designou ainda o perito médico psiquiatra Fabiano Coelho Horimoto para emitir o laudo.

Na decisão, o magistrado definiu que ao deixar o hospital, Suetônio será enviado para o presídio, onde pode receber os tratamentos médicos necessários. Conforme o documento, o exame também só será marcado após a alta da Santa Casa.

Segundo a assessoria de comunicação do hospital, o paciente segue internado. Após avaliação, o médico psiquiátrico da Santa Casa pediu a transferência de Suetônio para uma unidade especializada na área. Com a decisão judicial, no entanto, ele deve ser enviado ao presídio e passar por tratamento dentro da unidade prisional. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Menina de 7 anos sofreu ferimento no rosto ao cair de muro, diz polícia
AJUDA NA PANDEMIA
Câmara aprova auxílio emergencial para trabalhadores do esporte
CASSILÂNDIA
Motorista é preso após entrar na contramão, atropelar ciclista
EDUCAÇÃO
Unidade 1 da UFGD está atendendo, de forma restrita, pela recepção
GREVE
Funcionários dos Correios acatam decisão judicial e voltam ao trabalho
EDUCAÇÃO
UEMS prorroga até esta quarta-feira a eleição da Comissão Permanente
SAÚDE
Justiça libera recursos para compra de medicamento para o bebê Írio
PONTA PORÃ
Polícia Federal apreende 42 quilos de cocaína na região de fronteira
CAMPO GRANDE
Cabeleireiro encontrado em córrego sofria de depressão e deixa filha de 12 anos
JUDICIÁRIO
Vendedores de imóvel devem restituir valor da entrada de contrato rescindido

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado atropela cinco pessoas que voltavam da igreja no Novo Horizonte
DOURADOS
Após bebedeira, homem é assassinado por “dar em cima” de esposa do acusado
DOURADOS
Motorista que fez 'strike' e atropelou cinco no Novo Horizonte é levado à PED
DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida