Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
HOSPITAL DO CÂNCER

Justiça aceita denúncia contra grupo que desviou milhões de hospital em MS

04 dezembro 2015 - 10h01

Ação ajuizada pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) contra ex-diretores do Hospital do Câncer (HC) Alfredo Abrão, de Campo Grande, por desvio de recursos públicos destinados ao Hospital entre 2004 e 2012, foi aceita pela Justiça.

Respondem como réus, pelo prejuízo de R$ 26.973.011,01, os ex-diretores do Hospital Adalberto Abrão Siufi e Issamir Farias Saffar; Luiz Felipe Terrazas Mendes e Blener Zan, respectivamente ex-diretor-presidente e ex-presidente da Fundação Carmen Prudente (mantenedora do Hospital do Câncer), Betina Moraes Siufi Hilgert, ex-administradora, e Adalberto Chimenes, ex-funcionário do HC.

Eles podem ser condenados ao ressarcimento no valor mínimo de R$ 26.973.011,0, pelo prejuízo aos cofres públicos, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.

O MPF ajuizou ainda ação penal contra os réus, à exceção de Adalberto Chimenes, pelos crimes de estelionato, associação criminosa e peculato, que é o crime cometido por servidor público. As penas, somadas, podem ir de quatro a vinte anos de prisão. Esta ação ainda não foi apreciada pela Justiça.

Fraudes na saúde

A investigação revelou que os acusados formaram uma quadrilha para desviar recursos públicos repassados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ao Hospital do Câncer, pelo menos de 2004 a 2012. A maioria dos crimes foi perpetrada através da contratação da Neorad, empresa dos acusados Adalberto Siufi e Issamir Saffar, para prestar serviços ao Hospital do Câncer. A acusação do MPF afirma que “esta autocontratação tinha por finalidade fraudar a natureza da Fundação Carmem Prudente, permitindo-lhes desviar em proveito próprio as verbas da saúde destinadas pelo Sistema Único de Saúde àquela entidade filantrópica por meio de convênio firmado com o município de Campo Grande”.

O motivo apresentado para a contratação da Neorad foi a alta demanda de pacientes por procedimentos oncológicos no Hospital do Câncer e Hospital Universitário de Campo Grande. Os acusados informaram que os dois hospitais estariam no limite da capacidade. Vistoria do Ministério da Saúde, no entanto, revelou subutilização do acelerador linear do próprio HC, por falta de médicos radioterapeutas no setor.

Também houve desvio de recursos privados da Fundação Carmem Prudente e apropriação dos serviços prestados pelo Hospital do Câncer Alfredo Abrão, em benefício da Neorad. Ao menos em 2008 e 2009 roupas utilizadas em pacientes e leitos da Neorad eram limpas na lavanderia do HC, sem nenhuma contraprestação.

Outra fraude era o pagamento dos atendimentos prestados pelos médicos residentes no HC, como se tivessem sido realizados por Adalberto Siufi, o que gerava remuneração para a Neorad. Em virtude deste artifício, a produção de Siufi chegava a ser, em alguns meses, até dez vezes maior do que a de outros médicos, o que o MPF considera “humanamente impossível”.

Após receber informações sobre as irregularidades, o contrato com a Neorad foi rescindido pelo Conselho Curador da Fundação Carmen Prudente em 20/8/2012. Porém, somente após ação judicial do Ministério Público do estado (MP/MS), em março de 2013, ocorreu a destituição de Adalberto Siufi e Blener Zan de seus cargos no HC.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Associação anuncia expansão e geração de empregos em Dourados
MERCADO DE TRABALHO
Associação anuncia expansão e geração de empregos em Dourados
JUSTIÇA
Desembargador é condenado a indenizar guarda por ofensas em Santos
Carro é recuperado em menos de 24 horas após furto em região de fronteira
ANTÔNIO JOÃO
Carro é recuperado em menos de 24 horas após furto em região de fronteira
BODOQUENA
Em uma semana, três motoristas embriagados foram conduzidos para delegacia
Detran-MS inicia primeiro leilão do ano e mais de 150 veículos
ONLINE
Detran-MS inicia primeiro leilão do ano e mais de 150 veículos
CIÊNCIA
Estudante brasileira de 16 anos descobre asteroide durante pesquisa
DECISÃO
Acidente de trânsito gera indenização e pensão mensal vitalícia
IMUNIZAÇÃO 
Mais de 700 doses da vacina contra a Covid foram aplicadas em Dourados
COVID-19
Saúde de MS toma medidas para evitar "fura filas" da vacina
FUTEBOL INTERNACIONAL
Zidane é diagnosticado com o novo coronavírus, diz Real Madrid

Mais Lidas

DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado
DOURADOS
Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019