Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
DIREITO

Juiz de MT, formado em Dourados, lança livro sobre Tribunal do Júri

09 junho 2015 - 20h00

O juiz Wanderlei José dos Reis, formado em Ciências e Matemática (ênfase em informática) e em Direito pela Unigran de Dourados, titular da 1ª Vara Especializada de Família e Sucessões de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) e da 46ª Zona Eleitoral de Mato Grosso, acaba de lançar pela editora Juruá seu sexto livro: Tribunal do Júri: Implicações da Lei n.º 11.689/08. A obra é dirigida a acadêmicos e operadores do direito em geral.

Baseado em sua experiência na carreira da magistratura mato-grossense, onde presidiu vários julgamentos pelo júri, o autor expõe em sua obra que o estudo do Tribunal do Júri, previsto expressamente no art. 5º, XXXVIII, da Constituição Federal, portanto uma cláusula pétrea, há tempos vem despertando calorosos debates acadêmicos no que diz respeito à justiça de suas decisões, dividindo opiniões entre os que o repudiam enquanto instituição de exercício da função judicante e aqueles que exaltam o julgamento pelos jurados como último órgão de soberania popular no país.

Nesse universo, o livro traz uma análise aprofundada do juízo leigo no Brasil e no mundo enquanto órgão genuíno e democrático de participação popular na administração da Justiça.

Nas 270 páginas da obra, o magistrado discorre sobre a competência do júri sob todas as suas vertentes: o enunciado constitucional, a competência territorial, a questão do desaforamento, o foro por prerrogativa de função em contraposição à competência material do júri; além de analisar todos os crimes dolosos contra a vida submetidos ao julgamento pelos jurados com suas questões mais palpitantes e controversas que são debatidas em plenário.

O autor expõe também, numa visão crítica, a dogmática e o entendimento jurisprudencial do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) quanto à organização e o funcionamento do júri no Brasil, esquadrinhando assim a sua composição e o seu procedimento, em especial no que concerne às alterações legislativas ocorridas em relação ao seu rito com a edição da Lei n.º 11.689/08 – que dentre outras mudanças suprimiu o libelo-crime acusatório e simplificou a quesitação.

O autor já publicou os livros Diretoria de Foro e Administração Judiciária (prefaciado pelo ministro Gilmar Mendes), Direito Penal (Para provas e concursos - 4ª ed.), Toga e Pelerine, Recursos Penais e Temas de Direito Penal, bem como se prepara para o lançamento do sétimo livro intitulado Princípios Constitucionais.

Doutor e pós-doutorando em direito (Itália), o juiz também é professor da Escola Superior de Direito de Mato Grosso (Esmagis-MT), membro da Academia Mato-grossense de Letras (AML) e da Academia Mato-grossense de Magistrados (AMA), além de ter sido professor titular do Curso de Direito da Unigran até se radicar em Mato Grosso.


As obras do autor poderão ser adquiridas pelo site da editora, [clicando aqui](https://www.jurua.com.br/shop_item.asp?id=23961).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Maia afirma que tema do meio ambiente não se pode ser disputa política
PANDEMIA
MS ultrapassa 64 mil casos de coronavírus e soma 1.179 óbitos
ELDORADO
Caminhão é apreendido com 175 mil maços de cigarro na BR-163
RIO NEGRO
Polícia desmonta acampamento, prende capataz por porte ilegal de arma e pescador por desacato
FISCALIZAÇÃO
Pecuarista é autuado por desmatamento ilegal do bioma da Mata Atlântica
BRASIL
Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
PONTA PORÃ E NAVIRAÍ
Eletricitários param por 2h após não chegar a acordo com terceirizada de energia
DOURADOS
Pré-candidato a prefeito tenta anular convenção que definiu só candidaturas à Câmara
ARTIGO
Desinformação, a grande preocupação nestas eleições
NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS
O sonho da casa própria – parte II

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Homem de 56 anos cai de trator e morre atropelado em fazenda
ESTADO
Confraternização em fazenda termina com tragédia após briga familiar
TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
DOURADOS
Amigos e familiares de entregador morto em acidente pedem que justiça seja feita