Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905
MAIS BELA

Interna de Ponta Porã conquista a edição 2015 do Miss Penitenciária em MS

27 novembro 2015 - 19h05

A manhã ensolarada desta sexta-feira (27) foi coroada com o desfile de beleza das candidatas ao Miss Penitenciária MS – 2015. Pelo 8° ano consecutivo, o concurso reuniu no Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, na Capital, internas representantes de unidades penais femininas do estado para eleger a mais bela reeducanda de Mato Grosso do Sul.

Com o objetivo de estimular a autoestima das mulheres em situação prisional e promover a reinserção social, o evento é realizado pelo governo do estado, por meio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

Representantes de presídios de Campo Grande, Corumbá, Jateí, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Ponta Porã e Três Lagoas desfilaram nos trajes country, banho e gala. Mesmo sem cuidados especiais dignos de misses, elas esbanjaram beleza e segurança na passarela e desfilaram o sonho e a esperança de um recomeço longe do mundo do crime.

Com 1,75 metro de altura, 65 kg e vestindo manequim 38, a reeducanda Aline Stela Deucher, 20 anos, representante de Ponta Porã, foi a grande campeã deste ano. Natural da região Sul, a interna dedicou o título à família que está longe e às companheiras que estão presas em Ponta Porã.

Aline revelou que sempre foi tímida e que nunca havia pensado em participar de concursos de beleza. “Foi uma experiência muito boa, é um momento diferente, renova as nossas energias, agora fica a fé de um dia ir embora, não é porque a gente está aqui que a gente não presta, temos o nosso valor e vontade de conquistar uma vida decente”, disse emocionada. Aline está presa desde fevereiro deste ano por tráfico de entorpecentes. Como prêmio pela vitória, ela ganhou uma televisão de LED.

Com o título de “miss elegância”, a segunda colocada foi a representante de Campo Grande, Sabina Dantielly Mata de Oliveira, 25 anos, que está na unidade prisional desde outubro de 2012 por tráfico. “Renovar a beleza é bom, aqui não temos essa oportunidade de ficarmos bonita, colocarmos um salto e mostrarmos para os outros. Resgata a nossa autoestima! Agora eu quero voltar a sonhar e estar ao lado dos meus filhos, da minha mãe e do meu namorado”, afirmou a custodiada, que recebeu como prêmio um tablet.

A terceira colocação ficou com a interna de Jateí, Monalisa Rodrigues Silva, 22 anos. Vestindo manequim 36, 47 kg e 1,59 de altura, ela atribuiu a conquista de estar “entre as três mais detentas mais bonitas do estado” ao corpo esguio e a segurança na passarela. “Agora vou dividir minha felicidade com minhas companheiras que estão lá em Jateí que, com certeza, torceram muito por mim mesmo de longe. Estou muito feliz!”, disse a interna, presa há meses por tráfico de entorpecentes. Ela recebeu como prémio um secador de cabelo.

Mas, muito mais que um concurso de beleza, a iniciativa pode representar um novo recomeço para as internas, conforme avaliou a miss Mundo Mato Grosso do Sul e Miss Gran Internacional, Paula Pereira Gomes, que foi jurada do concurso. “Antes eu achava que ser miss era só ser bonita, mas despois que eu conquistei o título percebi que ser miss é ser exemplo. Espero que vocês sejam modelo de postura e de atitude, aproveitem essa oportunidade”, falou às custodiadas.

Para o diretor-presidente Agepen, Ailton Stropa Garcia, o Miss Penitenciária ajuda significativamente a elevar a autoestima das reeducandas e é uma forma de demonstrar à população que existe uma preocupação em ajudar as mulheres que estão em situação de prisão. Conforme o dirigente, o concurso de beleza é apenas uma das iniciativas que visam a reinserção social da mulher em privação momentânea de liberdade em Mato Grosso do Sul.

Além da miss Mundo Mato Grosso do Sul, compuseram o corpo de jurados a cirurgiã-plástica Lucilene dos santos Barros, o colunista social e jornalista Jefferson de Almeida, a diretora da empresa de cosméticos Mary Key, Marinalva Rodrigues de Mendonça, a jornalista Lívia Machado, a empresária Maria Sandra Bezerra, o fotógrafo Roberto Higa e o empresário Gelásio Roque.

Também participaram do evento o corregedor-geral do tribunal de Justiça, Julizar Barbosa Trindade; o superintendente de Políticas Penitenciária da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, Rafael Garcia Ribeiro; o defensor público Paulo José Patuto; o presidente da Federação de Futsal de MS, Mauro Augusto Ferrari de Araújo, e a assessora de gabinete do Governo, Edmara Aparecida Aniz, que no ato representou a primeira-dama do Estado, Fátima Azambuja; além de diretores e chefias da Agepen.


Deixe seu Comentário

Leia Também

SISTEMA DE SAÚDE
Pacientes de Manaus continuam sendo transferidos para hospitais universitários federais
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto altera requisitos exigidos para o cargo de diretor de presídio
SAÚDE
Lesão de continuidade na pele pode ser porta de entrada para bactérias
EDUCAÇÃO
Fapec seleciona profissionais para atuarem em projetos coordenados pela fundação
FUTEBOL
Com eleição adiada, Barcelona não deve ir ao mercado em janeiro
BRASIL
Ciclistas protestam contra morte de colega por motorista bêbado no Rio de Janeiro
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto concede incentivo fiscal para quem patrocinar cirurgias no SUS
ESPORTES
Australian Open: tenistas são isolados após contatos com infectados
SAÚDE
Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
FRONTEIRA
Homem é preso portando arma de fogo e munições em Ponta Porã

Mais Lidas

BR-163
Homem morre após colidir carro de passeio contra caminhão
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
SIDROLÂNDIA
Flagrada invadindo residência, mulher é amarrada em árvore por populares
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas