Menu
Busca terça, 24 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Indústria e serviços de MS mantém boa fase com geração de 1060 empregos em agosto

22 setembro 2017 - 19h50

Dois dos principais setores da economia continuam a exibir resultados positivos na geração de empregos, o que reforça a tendência de recuperação econômica de Mato Grosso do Sul. Em agosto, a indústria e o comércio se destacam no relatório divulgado na quinta-feira (21.9) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, com a abertura de 1060 novas vagas de trabalho.

No acumulado do ano Mato Grosso do Sul apresenta saldo positivo de 1978 vagas. Influenciado pelo desempenho ruim de dois setores (Agropecuária e Construção Civil), o resultado de agosto acabou negativo com o fechamento de 466 postos de trabalho.

Porém, na análise da Coordenadoria de Economia e Estatística da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), os números da Agropecuária (- 600 vagas) refletem comportamento sazonal com fim da colheita, quando ocorre a dispensa de trabalhadores. Porém, em novembro, com o início do plantio da próxima safra, haverá contratações e o setor se recupera.

O comportamento da Construção Civil (- 812 vagas em agosto) segue uma tendência nacional de queda registrada há vários meses devido às mudanças no sistema de financiamento para aquisição de imóveis novos. Trata-se, portanto, de ajustes pontuais do mercado que não traduzem a situação da economia em geral.

Dos 25 subsetores da economia, 16 mantém saldos positivos na geração de empregos no Estado, num comparativo entre janeiro e agosto do ano passado com o mesmo período desse ano.

O mapa geográfico do emprego leva aos municípios com presença de indústrias sucro-alcooleira e outras agroindústrias.

No acumulado do ano, os dez municípios com melhores saldos positivos são: Costa Rica 627, Caarapó 553, Dourados 484, Nova Andradina 473, Maracaju 402, Ponta Porã 351, Sidrolândia 346, Chapadão do Sul 327, Sonora 320 e Aparecida do Taboado 317. O grupo Iaco, estabelecido na congruência dos municípios de Paraíso das Águas, Chapadão e Costa Rica, inaugurou no fim do primeiro semestre uma indústria de açúcar. Boa parte dos trabalhadores vêm de Costa Rica, o que pode explicar a liderança desse município na geração de empregos.

Enquanto isso, Campo Grande lidera a lista dos 10 municípios que apresentam mais demissões no ano, com o fechamento de 2139 vagas. Em seguida vêm Três Lagoas (- 1602), Angélica (- 319), Coxim (- 256), Selviria (- 227), Rio Brilhante (- 115), Mundo Novo (- 111), Ribas do Rio Pardo (- 107), Anaurilândia (- 53) e Nioaque (- 40).

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUTI
Tarado abusa de mulher que fazia caminhada e acaba preso
CULTURA
Festival on-line de dança da melhor idade fecha 1ª fase com 163 mil votos
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho em início de transição nos EUA
PF apreende mais de 5,5 toneladas de maconha em Ponta Porã
TRÁFICO
PF apreende mais de 5,5 toneladas de maconha em Ponta Porã
Visando sustentabilidade complexo da Sanesul vai operar com energia solar
MELHORIAS
Visando sustentabilidade complexo da Sanesul vai operar com energia solar
COSTA RICA
Homem invade lanchonete com caminhão motivado por dívida
LEGISLATIVO DE MS
Proposta estabelece descarte correto de equipamentos de proteção individual
ECONOMIA
Guedes anuncia acordo para votação da Lei de Falências nesta quarta
DOURADOS
Flagrado com maconha, baiano diz que faria o transporte da droga por 'liberdade'
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Agredida por marido, mulher revida com 'chinelada' no rosto e briga acaba em delegacia

Mais Lidas

DOURADOS
Carro invade parque no final da Avenida Marcelino Pires, cai em valeta e pega fogo
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Homem ameaça ex com faca e apanha de vizinhos em Dourados
DOURADOS
Homem é preso após tentar atropelar policiais em abordagem na BR-163 
DOURADOS
Mulher é presa após atear fogo na casa do ex-marido, cadeirante