Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
FRONTEIRA

Homem tem casa invadida e é executado a tiros na frente do filho

08 janeiro 2016 - 09h25

Jeová José de Oliveira, 54 anos, teve a casa invadida por um atirador e foi executado a tiros na frente do filho, menor de idade, por volta das 20 horas desta quinta-feira, dia 07 de janeiro, na rua Aeroporto do Galeão, no Jardim Aeroporto, em Ponta Porã, cidade localizada na fronteira com o Paraguai. Segundo o jornal Correio do Estado, a esposa da vítima suspeita que o convivente da filha teve envolvimento no crime, visto que Jeová não aprovava o relacionamento.

Conforme informações do Boletim de Ocorrência, a esposa de Jeová, de 31 anos, contou que estava em dos quartos, acompanhada de quatro filhos - todos crianças, quando ouviu barulho de motociclta chegando. Em seguida, escutou disparos e um quinto filho do casal, que estava na companhia de Jeová – jantando na sala, gritando.

Ao sair para ver o que havia acontecido, deparou-se com o marido baleado e o atirador fugindo com apoio de um comparsa que ficou na motocicleta com o motor ligado. Jeová levou três tiros no tórax e morreu no local, segundo a polícia.

###MOTIVO
A mulher de Jeová contou que tem uma filha, adolescente, que fugiu da casa em novembro do ano passado para morar com um homem. Inclusive, a garota avisou que não voltaria enquanto o pai morasse no local.

Jeová era rigoroso com a filha em relação a amizades e namoro, segundo a testemunha, e não aprovava o relacionamento. A mulher contou, ainda, que alguns dias depois de a filha sair da casa, o muro foi pichado com a frase: “Vocês vão morrer”. Há aproximadamente dois meses, o imóvel foi invadido por dois homens e um deles, calçando luvas, sacou uma pistola e apontou para Jeová, ameaçando-o.

A mulher descreveu à polícia que os homens que participaram da morte de Jeová tinham as mesmas características físicas dos que o ameaçaram em data anterior.

A testemunha suspeita que o convivente da filha esteja envolvido no crime. Policiais foram à casa do suspeito que estava acompanhado de um jovem. Ambos fizeram exame residuográfico para verificar se havia vestígios de pólvora nas mãos de algum deles.

Por enquanto, ninguém foi preso e o caso é investigado.



Deixe seu Comentário

Leia Também

Flagrante de cocaína em ônibus que levava fieis para Aparecida originou operação da PF
DOURADOS
Flagrante de cocaína em ônibus que levava fieis para Aparecida originou operação da PF
MS tem mais de 12 mil pessoas em isolamento domiciliar por coronavírus
PANDEMIA
MS tem mais de 12 mil pessoas em isolamento domiciliar por coronavírus
Nova administração do Tribunal de Justiça será empossada nesta sexta-feira
ESTADO
Nova administração do Tribunal de Justiça será empossada nesta sexta-feira
Inscrições para o Encceja terminam amanhã
BRASIL
Inscrições para o Encceja terminam amanhã
Prefeitura regulamenta home office e teletrabalho no serviço público durante pandemia
DOURADOS
Prefeitura regulamenta home office e teletrabalho no serviço público durante pandemia
DOURADOS
Corpo encontrado às margens da BR-163 foi identificado por testemunhas
JUTI
Após ameaçar mulheres, idoso de 70 anos é preso por posse irregular de arma de fogo
DOURADOS
Prefeito divulga nota de pesar pela morte de Humberto Teixeira 
REGIÃO
Polícia prende coautor de roubo em hotel de Bataguassu
MS-162
Foragido da Bahia é preso durante bloqueio policial em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
VILA ÍNDIO
Enfermeiro de 50 anos é primeiro vacinado contra Covid-19 em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa após assaltar entregador em frente conveniência no Jardim Flórida